Arquivo de outubro de 2010

Isenção de Impostos para deficientes na compra de veículos

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Para obtenção de descontos na compra de um automóvel adaptado, existem algumas etapas a serem seguidas. A primeira delas envolvendo a CNH (Carteira Nacional de Habilitação), sendo necessário comparecer a uma auto-escola especializada. Para aqueles que já possuem CNH comum, é necessário renová-la junto ao Detran para que conste a observação de adaptação do veículo.

A segunda etapa é conseguir o laudo médico para condutor. Nesse caso o portador da deficiência física deve obter o documento no Detran, nesse documento estará atestado por um médico a incapacidade física de condução de veículos comuns e o tipo de deficiência física. No laudo estarão indicadas as adaptações, características e o tipo do veículo.

Devido à deficiência é possível obter a isenção de alguns impostos, como IPI, IOF, ICMS e IPVA para deficientes que sejam condutores habilitados, e IPI para não condutores, nesse caso deficiência mental severa ou profunda, autismo, e casos de deficiência visual.

Para não ter que pedir várias vezes o Laudo Médico tire várias cópias autenticadas. O original vai ficar no posto fiscal do ICMS, mas o portador de deficiência vai precisar de cópias para pedir isenção de IPVA também. Caso o deficiente não possua carteira de habilitação ainda o procedimento é o mesmo para solicitar isenção de IPI.

26 º Salão do Automóvel

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Foi aberto anteontem (25/10) ao público o 26° Salão do Automóvel de São Paulo, o tão aguardado evento para os fãs de carros chega cheio de novidades. As grandes montadoras chegam com stands futuristas e repletos de tecnologia.

Além de conceitos novos, são apresentados os modelos que chegarão em breve ao mercado brasileiro. Carros com energia renovável são as algumas das principais atrações, devido aos designs arrojados e uma tecnologia que parece ser o futuro.

Vale a pena conferir, esse que é um dos eventos mais importantes do ano. Para aqueles que não tiverem a oportunidade vamos postar as novidades aqui no blog mesmo.

Carro mais barato do mundo no Brasil

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

O carro mais barato do mundo, o Tata Nano têm chances de ser fabricado e comercializado aqui no Brasil. Essa é a idéia do empresário argentino Juan Carlos López Mena, que negocia com a Tata Motoros para realizar o projeto. Além de Brasil, a a Argentina e o Uruguai também receberiam fábricas da marca.

O pequeno veículo chama a atenção pelo seu baixo preço e pequeno tamanho, e vem sendo produzido desde 2008. Além da América do Sul, a empresa espera comercializar o veículo no continente Europeu a partir de 2011.

O veículo é de origem indiana, e esse é o único pais que atualmente comercializa o veículo. No seu país de origem o veículo custa 2000 dólares, enquanto por aqui a idéia de preço é próximo dos 5.500 dólares, quase o triplo do preço indiano.

A proposta foi feita por um grupo de empresários, do qual Juan Carlos faz parte, e ainda esperam resposta da fabricante.

Dongdenf pretende produzir no Brasil

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Mais uma novidade chinesa no mercado automobilístico brasileiro, a montadora Dongdenf tem interesse em desembarcar por aqui. Foi assinado um acordo de cooperação com um parceiro brasileiro para se instalar no Brasil. Esse documento divide em duas partes o processo, primeiramente a entrada da marca seria dada pela importação de veículos da China, e em uma segunda etapa a produção local.

“A internacionalização não é apenas uma escolha, mas uma necessidade. Queremos que o Brasil seja nossa porta de entrada para a América do Sul, já que é o país mais forte na América Latina”, afirma Zhou Qiang, vice-gerente-geral da Dongfeng.

Estatal, a Dongfeng produz diversos tipos de automóveis, vans, caminhões e ônibus, além de peças e outros componentes. Na China, a empresa possui parcerias para a produção de veículos com a PSA Peugeot Citroën e a Kia Motors e emprega cerca de 120.000 funcionários.

Ainda não sabemos as datas para a chegada da marca, porém o local da fábrica é dado como certo, São Paulo. O estado foi escolhido pelo seu Programa Estadual de Incentivo ao Investimento pelo Fabricante de Veículo Automotor, UE suspende o pagamento do ICMS para aquisição de mercadorias, equipamentos e peças. Assim, mais uma montadora chinesa demonstra o desejo que se instalar no país, há um mês a a Chery anunciou a inauguração de uma fábrica em Jacareí (SP) em 2013.

Fonte: Interpress

Por que fazer a Inspeção Veicular?

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

A cidade de São Paulo, com seus cerca de 12 milhões de habitantes, é considerada a quinta cidade mais poluída do mundo, segundo estudo elaborado pelo Centro de Informações e Pesquisa Atmosférica da Inglaterra, em uma lista das 20.

Por isso a  Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) procurou estudar as causas dessa posição, e pode constatar a capital paulistana recebe anualmente uma carga de quase 3 milhões de toneladas de poluentes, graças a tal fato ocupando o quinto lugar.

Um dos principais emissores são os carros, poluindo de forma intensa, principalmente com um frota aproximada de 6 milhões de veículos. Acredita-se que desses 6 milhões de veículos sejam lançados 70% dos poluentes que comprometem a qualidade do ar, e esse número pode atingir 90% se considerarmos apenas a emissão de monóxido de carbono.

Esses são números preocupantes, e por isso um grupo de médicos, técnicos da área de poluição, ambientalistas, entre outros defendem um programa de inspeção veicular como uma medida positiva. A empresa responsável pela inspeção é a Controlar.

O Programa de Inspeção Ambiental Veicular em São Paulo foi iniciado em 2008, e coloca a cidade no grupo daquelas que adotaram um sistema que busque a melhoria na qualidade do ar,e assim melhorando a saúde de seus habitantes.

A inspeção deve ser feita em todos os veículos registradosno Município de São Paulo, a partir do segundo licenciamento, por isso não só carros mas também motos, ônibus e camihões devem comparecer.

Nesses quase dois anos o número de reclamações do serviço foi grande, pelo fato de muitos serem reprovados e pelas taxas consideradas abusivas por muitos.  Porém, mesmo com alto número de queixas, o plano é estender tal ação para o resto do país.

A iniciativa de buscar uma melhoria na qualidade do ar que respiramos foi ótima, porém o encaminhamento da inspeção pode não estar sendo feito de uma forma que agrade. Basta esperar e ver se haverão mudanças ou não.