Após Lei da Cadeirinha, número de óbitos infantis diminui no trânsito

17-10-2012-1

Segundo estudo divulgado nessa terça-feira, dia 16, no ano de implantação da “lei da Cadeirinha”, que reforça a segurança no transporte de crianças, o número de mortes de menores de 10 anos diminuiu consideravelmente.

Os dados levantados pela IPEA (Instituto de Pesquisa de Economia Aplicada) mostram que entre setembro de 2010 e agosto de 2011 (os primeiros 12 meses da lei em vigor) houve 227 óbitos desse tipo. Se pensarmos na média anual de óbitos nesse parâmetro contado desde 2005, a melhora foi de 15% (227 contra 268).

O IPEA também aponta que a maior parte dos acidentes fatais envolvem crianças com até 2 anos (32,1%) e ocorreram em finais de semana (42,5%). A pesquisa faz parte de uma campanha do governo federal chamado “Projeto Vida no Trânsito” e visa, através de conscientização, reduzir lesões, danos e mortes no trânsito de forma considerável.

A Lei da Cadeirinha exige o uso de dispositivos de segurança específicos para crianças de até oito anos. O desrespeito a essa lei garante sete pontos na carteira do condutor, multa de R$190 e apreensão do veículo.

O projeto governamental tem duração prevista até 2020, mas é importante manter esse tipo de iniciativa permanentemente.

Atenção no transito e segurança em primeiro lugar.

Tags: ,

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.