Muito mais que um simples “alô”

24-04-2013-1

Quando surgiu a tecnologia bluetooth para uso domésticos, uma revolução começou no mercado automotivo. Poder atender e, posteriormente, fazer chamadas de celular sem tirar as mãos do volante, em conectividade com o rádio foi uma novidade e tanto. Mas engana-se redondamente quem acha que a conectividade parou por aí.

Se hoje os celulares são verdadeiros computadores compactos capazes de fazer coisas inimagináveis, era de se esperar que a indústria automotiva trouxesse novidades para acompanhar a possibilidade dos aparelhos. Ainda mais com a preocupação cada vez mais crescente com o conforto.

Segundo a empresa de consultoria de tecnologia ABI Research, de Nova York (EUA), dentro de quatro anos um simples “alô” a bordo terá se tornado conexão com a internet para navegar por satélite (GPS) ou trafegar dados. Isso em 60% de toda frota mundial.

Pode parecer exagero esse número, mas a tendência é essa mesma, a conexão “carro + celular + internet” está cada vez mais simbiótica. Se você tem alguma dúvida, saiba que a Volvo já equipa seu V40 com o “Volvo OnCall”, um serviço que chama socorro automaticamente pelo celular do motorista em caso de acidente, mesmo com o motorista desacordado.

A BMW já oferece desde 2010 o “Teleservices” (anualmente ampliado e melhorado), um serviço de conexão de manutenção programada ou corretiva via interação pela internet entre automóvel, fábrica e concessionária.

Funciona assim: o veículo apresenta manutenção em atraso, item com desgaste ou problema iminente. Rede interna detecta as falhas e automaticamente cria chamada de reparo, por meio da conexão Bluetooth e internet, de qualquer celular a bordo. A chamada chega à BMW, na Alemanha, que componentes necessários e avisa a concessionária do país do cliente. Esta, por sua vez, separa as peças aplicáveis ao carro e entra em contato com o cliente por telefone ou SMS, enviando o orçamento do serviço. Se o cliente aceitar o orçamento, basta agendar dia e hora para manutenção na própria ligação ou por outro SMS.

Claro que esse serviço é previamente acertado com o proprietário na hora da compra, que pode muito bem recusar, afinal essas chamadas tem um custo (menor que de uma ligação normal de celular). A BMW garante que em breve esse serviço terá um chip próprio e vai funcionar mesmo sem um celular a bordo.

O fato é que o simples “atender sem as mãos” evoluiu para serviços cada vez mais completos e ter uma internet no automóvel pode, em médio prazo, mudar todo o modelo de negócio e de pós-venda oferecida pelas concessionárias.

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.