Vícios ao volante

Até os mais experientes motoristas tem alguns vícios adquiridos ao volante. É muito difícil largar esses vícios, mas o problema é que esses pequenos deslizes acabam reduzindo a vida útil de vários componentes.

Segue alguns vícios e suas conseqüências:

1º Dirigir com o pé apoiado na embreagem reduz a vida útil do disco de embreagem em até 50%.

2º Não calibrar toda semana os pneus causa desgaste irregular, aumenta o gasto de combustível e o desempenho é prejudicado.

3º Frear com a embreagem acionada ou em ponto morto, desgasta as pinças e lonas de freio, aquece excessivamente o fluído aumentando o espaço de frenagem.

4º Acelerar antes de desligar o motor prejudica o motor.

5º Não dirija com a mão apoiada na alavanca de câmbio que diminui a vida útil das engrenagens.

6º Saindo de segunda marcha acaba desgastando muito o platô da embreagem.

7º Esquecer o afogador ligado desgasta muito mais o escapamento além do aumento do consumo de combustível.

8º Não estacione com as rodas apoiadas na guia, pois deforma e esvazia os pneus, desgasta a caixa de direção e desalinha o carro.

9º Passando com apenas duas rodas na lombada, no canto ou na diagonal, está correndo o risco de furar as coifas das juntas homocinéticas e causando torções prejudiciais ao monobloco.

10º Andar com o tanque na reserva, como falamos no post abaixo, entope os bicos injetores.

Não é fácil, mas vale a pena largar esses vícios para não gastar tanto com mecânico e não maltratar seu bem tão precioso!

Fonte: Uol

Tags: , , , , , ,

7 comentários para “Vícios ao volante”

  1. ailton bispo disse:

    andar em ponto morto o que causa?

  2. israel disse:

    dicas bem legais, a maior parte delas eu não costumo fazer, mas nandar com o tanque quase vazio… infelizmente.
    valeu, gostei, parabéns….

  3. Cezar disse:

    Comentário do editor:

    Ailton Bispo,
    Escrevi um post sobre andar em ponto morto e outros “macetes e lendas”, segue a página:
    http://www.dirigindoseguro.com.br/?p=31

    Obrigado por comentar!

    Cézar.

  4. Não gostei nenhum pouco das informações contidas neste post, pois algumas são fraudulentas e sem nexo e sem base! Utilizar a embreagem causa desgaste de platour e reduzindo o tempo de vida em 50%? Não tem nexo! Minha namorada e eu fomos passear no carro Monza 1995 da mãe dela, Ela percorreu com o carro cerca de 5 a 6 Km. e gastou 1/4 do tanque pois não utilizava a 5a. Marcha! Se você intercala aceleração em primeira marcha na arrancada, em segunda você estica e salta pra quinta marcha você economiza muito e ainda por cima fica dentro dos limites de velocidade no trânsito, evitando assim acidentes.

  5. Não dirija com a mão apoiada na alavanca de câmbio que diminui a vida útil das engrenagens? Sem nexo, pois as mão devem estar dispostas ao volante, os pés nos seus respectivos pedais e os olhos no trânsito para frente, se precisar olhar nas laterais do carro ou para trás para uma simples ré, dispor do uso dos espelhos.

  6. Frear com a embreagem acionada ou em ponto morto, desgasta as pinças e lonas de freio e aquece excessivamente o fluído aumentando o espaço de frenagem? Frear em ponto morto é arriscado não dar tempo de reduzir a velocidade do veículo se algo irromper a sua sua frente durante sua trajetória, aumentando assim a probabilidade de colisão. Além disso o freio foi feito para frear mesmo, pra sofrer desgaste com atrito, tanto que existem freios diferentes para cada modalidade e peso, caminhões e ônibus usam freio a ar comprimido, ou lonas, motos usam tambor ou disco de freio e alguns carros utilizam uma combinação de freio-engrenagem-pastilha chamado ABS entre outros.

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.