Cuidado com a neblina

O que não falta nesta época do ano é neblina nas estradas. Para evitar acidentes é necessário redobrar a atenção e manter o sistema de iluminação em dia.

Mesmo que a lâmpada não esteja queimada, se o filamento estiverneblina_na_estrada envelhecido ou deformado é preciso trocá-la. Outro ponto que merece atenção são os vidros e as lentes plásticas dos faróis já que a abrasão pode danificar esses componentes e então a iluminação poderá ofuscar a visão de quem segue no sentido oposto.

Se o carro possuir faróis auxiliares é mais um fator de segurança para os dias de neblina, mas atenção: é um erro chamar todos os faróis auxiliares de faróis de milha. Na verdade, existem os de neblina, que espalham a luz para os lados, e os de longo alcance, que projetam a iluminação para frente - estes são os de milha.

Os de neblina devem ficar acesos juntamente com as lanternas ou faróis baixos. Como o facho de luz é largo e projetado por baixo da neblina, o motorista vê a pista iluminada. Se o alto for utilizado ao mesmo tempo, a névoa refletirá a luz e prejudicará a visão.

Com relação aos de longo alcance, eles só podem ser utilizados quando o farol alto estiver ligado, pois possuem facho estreito, de alta intensidade, e são regulados paralelamente ao solo. Por isso, só devem ser ligados em rodovias.

Fonte: Estadão

Tags: , , , , , ,

Um comentário para “Cuidado com a neblina”

  1. Daniel Araujo disse:

    Ótimas dicas. Há alguns dias queimou a lampada do farol baixo do meu fiesta e ainda não tive tempo para trocar. Mas sei que é importante e deve ser feito com urgência.

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.