Carro batido, e agora?

Bater o carro (ou baterem em você) é uma das coisas mais fáceis que têm. Basta um minutinho de desatenção e pronto. Mas depois da batida, o que fazer além de ligar para o seu corretor de seguro (se tiver um)? Deixar o carro ou retirar o carro? Abaixo vão algumas informações importantes que devem ser seguidas:

1-) Em acidentes sem vítima, nos quais os veículos envolvidos tenhamferrari_batida condições de ser removido, os motoristas devem retirá-los da pista. Deixar o veículo acidentado na pista é passível de multa.

2-) Não havendo vítima, desloque o veículo ou para o posto de trânsito mais próximo para fazer o boletim de ocorrência, ou desloque os veículos para a lateral da pista para que o guincho reboque.

3-) Em acidentes mais graves, com mortos e feridos, depois que as vítimas forem resgatadas, o veículo também pode ser retirado da via. Mas, nesse caso, tem que ficar no acostamento, próximo ao acidente, até a chegada da perícia.

Fonte: G1

Tags: , , , , , , , ,

380 comentários para “Carro batido, e agora?”

  1. guilherme disse:

    Alan,

    sem o Boletim de Ocorrências o acidente não está documentado.
    A recomendação é de que entre em contato com o Detran, para que assim obtenha maiores informações.
    Segue o link: http://www.detran.sp.gov.br/

    Att,
    Guilherme Garcia
    Equipe Dirigindo Seguro

  2. guilherme disse:

    Olá Sheila,

    nessa situação, quem não estava na preferencial acaba sendo responsabilizado pelo acidente.
    Recomendo que entre em contato com o Detran, para receber maiores informações em como agir.
    Segue o link do site: http://www.detran.sp.gov.br/

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  3. priscila disse:

    Estava parada num semáforo pois estava fechado pra mim, quando uma moto perdeu o conttrole e bateu de raspão na quina traseira do meu carro. Registrei BO e descobri que o motoqueiro é menor de idade, trabalha numa vidraçaria e a moto talvez seja do vidraceiro. O motoqueiro pediu pra que eu levasse o carro na funilaria do irmão. Ele não sabe que fiz o BO. Quem tem que arcar com o conserto? O motoqueiro ou o vidraceiro responsável pela moto e pelo menino? Tinha gente no ponto de onibus mas não pegamos nomes para servir de testemunhas. Se os homens não quiserem pagar, como devo proceder? O menino contou na casa dele que foi o contrário, que ele estava parado e o carro bateu nele. Mas o amassado é na traseira do meu carro e isso acaba comprovando que foi exatamente o contrário, né?

  4. Tamyres disse:

    Olá…
    Bati na traseira de um carro e assumi a culpa, a proprietaria do outro veiculo só pode fazer o orçamento depois de alguns dias porq utilizava o carro pra trabalho, como o dano no meu carro foi minimo mandei para o conserto sem acionar a seguradora. Depois que retirei meu carro na oficina ela fez o orçamento do veiculo dela e então acionei minha seguradora para conserta-lo, porém a seguradora disse que eu preciso mandar o orçamento e nota fiscal do conserto do meu veiculo.

    Quando fui rever a nota fiscal, percebi que se tratava de um recibo simples, e como o funileiro é um amigo meu, o orçamento foi feito verbalmente. E a unica nota fiscal q tenho é do material que comprei para consertar o veiculo.

    Este recibo pode valer como comprovante do conserto?
    Se não valer, a nota fiscal do material pode servir?
    Será que corre o risco de a seguradora não cobrir o conserto do outro veiculo por causa disso?

  5. guilherme disse:

    Olá Priscila,

    no caso descrito, quem deve arcar com as despesas é o dono do veículo.
    Com o Boletim de ocorrência, você pode entrar com uma ação no tribunal de pequenas causas.
    Porém, como envolvia um menor a recomendação é de que se entre em contato com o Detran.
    Dessa forma, você obterá maiores informações.
    Segue o link:
    http://www.detran.sp.gov.br/

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  6. Bruno disse:

    Olá Mariana boa tarde !!! Tive a infelicidade de baterem na parte de traz do meu carro rodou e bateu no poste, enfim PT. Fiz laudo IML constou lesão corporal em mim e minha esposa. Agora chega em casa ainda um pedido de ressarcimento de R$ 9.300,00 da pessoa que me bateu. O que fazer neste caso? A pessoa por ter entrado primeiro nos pequenas causas é beneficiada? Pois devido a isto estou 90 dias sem carro mau consigo me locomover. Posso ter que indenizar a pessoa?? Posso entrar em outro Forum contra ela? grato. Bruno

  7. guilherme disse:

    Bruno,

    para entrar com uma ação é necessário estar com o boletim de ocorrência.
    Não existe benefício por ordem de entrada no tribunal de pequenas causas, e você também pode entrar com uma ação contra aquele que bateu em seu carro.
    A decisão fica a cargo do juiz, por isso a quantia e para quem irá a indenização eu não sei lhe informar.
    Porém, o costume é de se responsabilizar aquele que estava atrás.
    Recomendo que entre em contato com o Detran diretamente, segue o link: http://www.detran.sp.gov.br/

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  8. guilherme disse:

    Olá Tamyres,

    a nota fiscal do material nessa situação, não costuma ser aceita.
    O recibo emitido pela oficina, poderá ser aceito.
    Porém, o recomendável é de que se possível conte com a nota fiscal, mesmo ja tendo o conserto.
    Em relação ao seguro cobrir o conserto do outro veículo, é possível que isso não aconteça devido a falta da nota fiscal.
    Recomendo que entre em contato com o Detran diretamente.
    Segue o link: http://www.detran.sp.gov.br/

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  9. abel de sa pereira disse:

    Posso fazer um boletim de ocorrencia por internet?
    Muito obrigado

  10. JANE disse:

    Boa Noite,

    Bateram no meu carro e fugiram, aida bem consegui pegar o numero da placa e fiu até a delegacia fazer o BO, a unica testemunha é meu namorado que estava comigo no carro. Procurei pelo proprietário do veículo e tentei um acordo sem envolver a justiça, mas o mesmo proximo dos dias fechou acordo comigo mas não pagou o lanterneiro até hoje e meu carro continua sem conserto.O procurei novamente e o mesmo mandou que eu entrasse em acordo com o primo porque era o primo quem dirigia seu carro. O que faço pois não sei nada sobre este primo?

  11. Giovanna disse:

    Ola!!
    Bati na traseira de um carro alugado. 18 dias depois me ligaram da locadora dizendo quanto era o conserto e se eu autorizava que fosse feito. Pedi para que aguardassem pois, como não tenho seguro, iria pesquisar por um serviço mais barato. 2 dias depois ligaram dizendo que iriam abrir uma ação judicial me cobrando os dias que o carro ficou parado. Hoje, mais 3 dias depois, ligaram dizendo que se eu não tivesse uma resposta hoje ainda, eles amanha entrarao com a ação. Minha pergunta é: eles podem demorar tantos dias pra entrar em contato comigo? Existe por lei algum prazo para eu resolver esse problema sem que eles fiquem me ameaçando? Eles podem me colocar na justiça cobrando esses dias, se quem atrasou a cobrança foram eles?

  12. guilherme disse:

    Olá Abel,

    é possível fazer o B.O pela internet sim.
    Segue o site com as informações: http://www.ssp.sp.gov.br/bo/

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  13. guilherme disse:

    Olá Jane,

    nesse caso é possível entrar com uma ação no Tribunal de Pequenas Causas.
    Assim você poderá tentar receber o dinheiro do conserto do veículo.

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  14. Mariana disse:

    Olá,
    Eu bati na traseira de um carro ontem, em um cruzamento. Como a velocidade estava baixa, não houve vítimas. Depois de sairmos do cruzamento principal, eu fiquei esperando o motorista encostar para podermos conversar a respeito do conserto do veículo. Na verdade, acompanhei o carro quase 2km, mas o motorista não parou.
    Devo fazer o boletim de ocorrência?

  15. guilherme disse:

    Olá Mariana,

    nessa situação o recomendável é fazer o Boletim de Ocorrência.

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  16. peterson disse:

    eu estava na av principal a 40kh e saiu um outro veiculo de uma travessa a direita e acertou em cheio a porta direita o individuo ainda insiste q ele ta certo e saiu me deixando no local ,peguei a placa dele e nome se fizer um boletim sera q vai me ajudar a arrumar o meu veiculo ou nao dara em nada? me de uma dica ai ,o individuo nao aparenta boas condicoes financeira em,e agora oq fazer?

  17. guilherme disse:

    Peterson,

    o Boletim de Ocorrência é sempre recomendado, já que documenta o acidente.
    Dessa forma facilita sim o reparo do carro, tanto por ser exigido pelas seguradores, quanto se for necessário entrar com uma ação no tribunal de pequenas causas.
    Se o envolvido não entrou em acordo, vale a pena registrar o B.O

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  18. Gustavo Nunes Moraes disse:

    Olá Guilherme tudo bem. Eu fui para Vitoria-ES de Strada Adventure passear um pouco estava sozinho. Tinha DOIS carro na FRENTE o PRIMEIRO (Fox) ameacou a pisar e depois pisou com forca para parar no SINAL. O Segundo (Corsa-Sedã Classic) saiu lixando uns 15 metros. Eu tava destraido e sinceramente quando retornei a visao ja estava em cima do segundo carro. Entao nao tem marca do meu carro na pista, somente o do segundo o Corsa. Deve ter sido a 50-40 km/h. O meu carro o prejuizo ta saindo 2.000 reais, se for peça nova sair a 3.500. O segundo carro o prejuizo vai 13.000 conforme a seguradora que ja esta me cobrando até “Torcao no Chassis” o terceiro carro uns 400 reais de parachoque. Não e justo a culpa toda ficar pra cima de mim. Eles me esconderam isso que o carro freiou 15 metros. todo mundo da batida saiu consciente mas eu acabei “entendendo a situcacao” bem depois achei de inicio que era eu que tinha provocado. Expliquei ate pra policia, falei isso tudo mas a policia so queria saber se eu bati atras pra colocar no BO. A policia tambem NAO quis colocar no BO que o carro DERRAPOU e sim desacelerou. O que o sr me recomenda?? Como pode esse valor ser TAO ALTO? Eu nao tenho NADA no MEU NOME nem dinheiro no BANCO e tbm desempregado, sera que tem como eles darem CARENCIA ou nao me cobrarem isso?? Qual e o prazo para prescrever? Tenho como negociar o preço ou abaixar o preço na justica???? Tem como abaixar até quanto mais ou menos ??? Tem como contestar as peças que realmente foram estragadas?? Se eu nao tenho nada no meu nome tem como eu pagar somente 1 real por mes por exemplo conforme eu quero???? mas eu poderia adquirir algum “bens” daqui a 5 10 anos etc etc sem ter algum problema???? Acho injusto somente eu ser culpado nessa situacao eu tava sozinho sem testemunha em outra cidade e ainda a seguradora cobrar esse valor que ta errado e uma pouca vergonha esse país a lei nao e boa pra todos.

  19. Gustavo Nunes Moraes disse:

    O prejuizo vai para o Dono do Carro ou para o Condutor? Pode a justiça bloquear os bens do DONO do carro sendo que o condutor era eu? Obs: eu estava sozinho e ainda nao tirei nenhuma foto tinha que comprar um celular bom com FULL HD nunca mais.

  20. Patricia disse:

    Olá. Bateram no meu carro e acionei o seguro. Acontece que o ipva está atrasado mas o seguro foi pago em dia. Será que o seguro vai arrumar meu carro ou vai dar problema? Me ajudem!!!!!!!!!!!!!!!!

  21. Paulo disse:

    eu bati na trazeira de um carro..o motorista me disse que a franquia é de 2.000 eu ja pageui 1.000 , porem como eu vou saber se o valor que ele me disse é o correto , se ele talvez possa ter aumentado o valor ..? e uma outra coisa quando bati no carro dele não era ele que dirigia e sim outra pessoa.. ( foi feito o BO. no nome da pessoa que estava dirigindo e não no do dono do carro que me cobra a franquia ) como saber se o valor que ele me disse de 2.000 é verdade?

  22. guilherme disse:

    Paulo,

    em situações como essa, é recomendável que o veículo passe por uma avaliação de mecânicos de sua confiança.
    Dessa forma é possível entrar em um acordo justo.
    Vale a pena entrar em contato com um mecânico que possa lhe fazer um orçamento, e assim conferir se o preço cobrado pelo conserto é válido.

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  23. guilherme disse:

    Olá Gustavo,

    normalmente o culpa é aquele que bateu atrás.
    Você pode entrar com uma ação no Tribunal de Pequenas Causas para tentar reverter a situação.
    Dessa forma não sendo penalizado pelo acidente todo.
    A recomendação é de que se entre em contato com um advogado e também com o Detran, para assim obter maiores informações.

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  24. Gabriela disse:

    Olá, Ontem a noite estava no limite máximo de velocidade para a via (80Km/h), na pista da esquerda, pois pegaria o retorno logo a frente. Veio um carro muito acima da velocidade (o motorista deveria está bêbado), não deve ter percebido que havia um carro na frente dele e bateu no fundo do meu. Não teve estrago maior, porém amassou o fundo. O motorista que bateu acelerou e fugiu da cena do acidente. Só deu tempo de anotar a placa do veículo dele. Como devo proceder?!

  25. guilherme disse:

    Gabriela,

    nessa situação o recomedavél é entrar em contato diretamente com o Detran.
    Assim, aumentando as chances em seu caso.
    Segue o link do Detran: http://www.detran.sp.gov.br/

  26. guilherme disse:

    Gustavo,

    O prejuízo é do responsável pelo acidente.
    Porém se você não era o proprietário, mas sim o condutor recebe uma parcela de responsabilidade.
    Em relação ao bloqueio de bens, não conto com maiores informações.
    Por isso deixo o espaço aberto para os que souberem.

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  27. guilherme disse:

    Giovanna,

    se foi feito o Boletim de Ocorrência, você pode provar a demora na cobrança.
    Infelizmente não contamos com maiores informações em relação a atitudes judiciais.
    O recomendável é que entre em contato com o Detran, para assim esclarecer a situação.
    Segue o link: http://www.detran.sp.gov.br/

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  28. guilherme disse:

    Patrícia,

    a recomendação é de que entre em contato diretamente com a seguradora.
    Infelizmente não contamos com maiores informações sobre o assunto.

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  29. guilherme disse:

    Patricia,

    a recomendação é de que entre em contato diretamente com a seguradora e o Detran.
    Dessa forma poderá obter maiores informações.
    Deixo também o espaço aberto para aqueles que tenham conhecimento da questão.

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  30. Haramyz disse:

    Boa noite! No ultimo dia 18, estava parado em um cruzamento, quando um carro veio e bateu atras da minha moto (sem vitimas). No dia, a documentação da mesma estava atrasada mas no dia seguinte fiz o pagamento e dois dias depois ja estava normal. Só que a documentação ja estava vencida a tres meses. Não foi feito o B.O porque ambas as partes entraram em um acordo. Só que o sujeito esta voltando atras na sua palavra. Bom, gostaria de saber se há como mover uma ação contra ele, sem que haja maiores problemas para mim? Desde ja, lhe agradeço!

  31. Eduardo Ribeiro disse:

    Ola Guilherme, meu cunhado bateu o carro dele (passou no vermelho e bateu num outro carro), a placa dele acabou caindo no local. O cara do outro veículo estava morrendo de pressa e não quis fazer o B.O. . Meu cunhado fez o BO assumindo a culpa e 20 dias depois (com o carro do meu cunhado ja consertado) o dono do outro carro aparece querendo que ele pague o conserto. O cara aparecendo esse tempo todo depois, sem querer fazer o BO na hora pq tava com pressa, o meu cunhado é obrigado a pagar o conserto do outro veículo?

  32. Katia disse:

    Olá, estava passando um cruzamento porém existia uma placa de pare no local que eu estava, e na outra rua existia uma valeta, derepente quando entrou um carro na minha frente e não deu tempo de freiar acabamos colidindo. O dono do carro acionou o seguro dele e o seguro levou os dois carros para a oficina autorizada. O meu carro ficou la durante um mês e o seguro devolveu ele desmontado e faltando peças, e alegou que não consertaria meu carro por conta da placa de pare.Como devo proceder?

  33. Deise disse:

    Olá, estava guardando o carro na garagem da casa do meu noivo e um caminhão Não Parou quando dei a ré>>> então amassou a parte traseira, o motorista falou que não viu ninguém dentro do carro. e que a empresa que trabalha não se responsabiliza por nenhum acidente do meio do carro p/ atrás. Não consegui fazer o boletim pela internet ate quando posso registra o BO? nesse caso de quem foi a culpa?

    Att Deise

  34. guilherme disse:

    Eduardo,

    infelizmente não contamos com tal informação.
    Deixo então o espaço aberto para aqueles que souberem informar sobre o assunto.

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  35. guilherme disse:

    Deise,

    você tem até 30 dias para efetuar o Boletim de Ocorrência.
    Depois dessa data, você perde esse direito.
    A recomendação é de que após o registro do B.O se procure um advogado,
    já que a empresa proprietária do veículo não cobre tais custos.
    Dessa forma poderá entrar com uma ação.

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  36. guilherme disse:

    Haramyz,

    a recomendação é de que se entre em contato com um advogado.
    Dessa forma é possível entrar com uma ação no Tribunal de Pequenas Causas.
    O advogado também poderá lhe dar maiores informações.

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  37. guilherme disse:

    Katia,

    nesse caso é necessário um boletim de ocorrência.
    A recomendação também é de que se entre em contato com um advogado.
    Este, irá lhe auxiliar no decorrer do caso.

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  38. meu filho bateu o carro na traseira de um capitiva, a dona do carro so aceita que meu filho pague a franquia do seguro dela, ou que leva na concecionaria. so que o valor fica muito alem do que o valor que o funileiro me pediu sou obigagada a aceitar as condições dela ou posso ter a opcção de indicar outros serviços

  39. Alexandre disse:

    Boa Tarde…

    Estou com um mega problemão, alias nem sei o que fazer.. com apenas um mês com meu carro zero e um monte de parcelas recebi uma tremenda batida de um caminhão na marginal. Meu carro ficou totalmente batido praticamente perda total. Ele me passou o telefone mas até agora não atende nem sequer quer uma negociação. O que faço nessa situação fiz o boletim na hora. Mas qual o melhor caminho para eu receber o mega prejuizo que estou tendo.
    Obrigado

  40. guilherme disse:

    Alexandre,

    a recomendação é de que se procure um advogado.
    Dessa forma é possível entrar com uma ação no Tribunal de Pequenas Causas, já que o outro envolvido não
    entrou em acordo ou contato.

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  41. guilherme disse:

    Angelica,

    você pode apresentar outras opções de locais para conserto.
    Porém, não contamos com maiores informações caso a vítima não aceite.
    Deixamos esse espaço aberto para aqueles que contem com maiores informações.

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  42. Marcos Paulo disse:

    Boa tarde,

    estava subindo uma rua onde tinha parada obrigatoria, parei olhei como não vi outro veiculo arranquei meu carro, so que veio um veiculo em alta velocidade e bateu no meu carro o seguro dele não quiz assumir devido a parada obrigatoria, eu tenho o BO sera que tenho changes de ganhar nas pequenas causas. obrigado

  43. guilherme disse:

    Marcos Paulo,

    é recomendável que se entre em contato com um advogado.
    Infelizmente não contamos com informações em relação a possibilidade de se ganhar ou não uma ação.

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  44. Marcos Paulo disse:

    Boa Tarde, Guilherme.

    bati meu carro num cruzamente onde tinha uma parada obrigatoria para mim, porem eu parei olhei e não tinha veiculos mas quando arranquei veio um veiculo em alta velocidade e bateu no meu carro, o seguro dele não quiz cobrir meu prejuizo, sera que se entrar na pequenas causas tenho como ganhar. obrigado.

  45. guilherme disse:

    Marcos Paulo,

    Nessa situação é possível ganhar tal causa no tribunal.
    Porém, é necessário o auxílio de um advogado.

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  46. rosangela disse:

    Meu marido estava fazendo um retorno na rua onde moramos, veio uma senhora e avançou e os carros acabaram se chocando, sendo que a porta do carro da senhora em questao foi danificada e o meu parachoque da frente tbm, acontece que a senhora em questao tem seguro nos nao, passou um orçamento absurdo e mandou fazer assim mesmo sem nos comunicar, como disse que ela teria que ter me dado um outro orçamento, ela quer entrar na justiça, isso procede?

  47. guilherme disse:

    Rosangela,

    é necessário o Boletim de Ocorrência nesse caso para se entrar na justiça.
    De fato, você tem o direito de analisar o orçamento e concordar ou não.
    A envolvida pode entrar na justiça, por isso recomendamos que entre em contato com um advogado.
    Dessa forma poderá saber mais sobre suas possíveis chances.

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

  48. japa disse:

    oi, Guilherme, sofri uma batida em decorrencia de outra pessoa, o carro esta para ser arrumado pela seguradora já faz uma semana como fico, com esses dias que estou sem meu carro? cabe indenização material????

  49. Dulce disse:

    Ola, meu esposo bateu na traseira de outro carro, nos não temos seguro o outro veiculo nao houve maiores danos, mais o nosso um Uno Fire, danificou muito a frente na parte do carona aonde foi o impacto.
    o outro carro tem seguro,pergunta: a alguma possibilidade de nos fazermos o pagamento da franquia desse carro e consertar os dois o meu e o outro.

  50. guilherme disse:

    Nesse caso para que seja possível uma indenização,
    é necessário entrar no Tribunal de Pequenas Causas.
    Dessa forma juntamente com um advogado você poderá tentar cobrir esse tempo que ficou sem o veículo.

    Att,
    Guilherme
    Equipe Dirigindo Seguro

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.