Posts com a Tag ‘0km’

Como não cair na lábia do vendedor de carros?

quarta-feira, 23 de junho de 2010

O momento de comprar um carro novo é muito gostoso, porém também pode ser algo perigoso pois junta a fome com a vontade de comer, ou seja, seu desejo por um veículo 0km ao desejo do vendedor de alcançar a sua meta no mês.

Para que você realize uma compra que não irá se arrepender depois é importante seguir algumas dicas para não cairvendedor na lábia do vendedor.

1-) Dê as cartas: No ato da compra, a primeira informação que o vendedor tenta tirar do consumidor é a quantidade de dinheiro que ele está disposto a pagar na prestação mensal. Cabe ao comprador inverter a situação e assumir as rédeas da negociação. Procure sempre comprar o carro na terceira semana do mês, que é quando o vendedor está louco para alcançar a sua meta e fica mais vulnerável a negociação.

2-) Não ceda a impulsos: Os apelos para que você leve o automóvel na hora são muitos, mas é preciso lembrar que a compra trará responsabilidades que vão perdurar na forma de longas prestações. O ideal é pesquisar ofertas em outras concessionárias, comparando não apenas as taxas de juros cobradas pelas instituições, mas o Custo Efetivo Total (CET) do financiamento.

3-) Saiba o que você quer e o que você pode: Considerando o tamanho do seu orçamento, saia de casa com o carro pretendido em mente. No máximo, avalie as opções que se encaixam na mesma categoria e faixa de preço. Pense que após comprar o carro ainda virá em conjunto custos extras como: pagamento de IPVA, DPVAT, seguro…

4-) Desconfie das promoções: Atraído por propagandas tentadoras, em geral referentes a modelos de entrada, o cliente pode descobrir que o carro com aquela promoção irresistível simplesmente não existe na concessionária. É uma tática para te atrair até a concessionária e fazer você comprar um modelo quase igual só que com itens a mais que podem encarecer o veículo.

5-) Seja e esteja informado: Uma vez decidido o modelo, não hesite em pechinchar. Conheça os preços praticados no mercado através da tabela Fipe (índice atualizado produzido pelo Instituto de Pesquisas Econômicas) ou no próprio site das montadoras. Mostrar o anúncio de uma revenda para a concorrente é uma boa estratégia para conseguir baixar o preço do carro na empresa que for mais conveniente para você.

Fonte: Revista Exame

Carro 0km com defeito: conheça seus direitos

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

carro0

Comprar um carro 0km é o sonho de muitos brasileiros. Aquele cheirinho de carro novo e a certeza de que ele não terá nenhum defeito que os carros usados apresentam. Mas não é sempre assim. O que fazer se depois que você pega o carro perceber que o ar-condicionado não liga, que o marcador da bomba de gasolina está com defeito, que o painel está solto e etc?

De acordo com o Procon-SP, o consumidor precisa ficar atento na hora de retirar o veículo zero da concessionária e estabelece regras para que a concessionária ou a montadora resolvam problema.

Confira algumas dicas de o que fazer se seu carro 0km vier com defeito:

1-) Se perceber o defeito antes de retira-lo da concessionária, deixe o mesmo para reparação.
2-) Liste o que está inadequado.
3-) Tire uma cópia da ordem de serviço feita pela concessionária.
4-) O consumidor tem até 90 dias para reclamar ou mover uma ação judicial contra o fornecedor.
5-) A concessionária tem até 30 dias para resolver o problema: Expirado este prazo o cliente pode pedir o dinheiro de volta, abater no preço o problema que o carro apresenta ou trocar o produto por um de mesmo valor, mais barato ou mais caro (pagando a diferença).

Fonte: G1

Compra: carro usado, mas equipado, ou novo básico?

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Comprar um 0km básico sem nada ou investir o mesmo valor em um usado com ar, direção hidráulica ou até mesmo um motor melhor?

Para chegar a esta decisão é preciso levar alguns fatores que vão além do conforto do piloto. Um carro com ar ou um motor melhor por exemplo irá aumentar alguns gastos como aumento no consumo do combustível, por exemplo.

Por outro lado, adquirindo um seminovo, a desvalorização será menor. Emcarros1 alguns casos, quando tiramos o 0km da concessionária a desvalorização é imediata - e alta.

Como já falamos em outros posts, é necessário verificar minuciosamente o carro usado (multas, estado do veículo, originalidade das peças e opcionais…) para que não aconteçam surpresas após a compra.

Uma dica importante é verificar se a versão zero quilômetro não está com fila de espera nas lojas. Quando isso ocorre, o seminovo acaba tendo uma sobrevalorização.

Fonte: Infomoney