Posts com a Tag ‘abastecimento’

Abastecer com etanol está cada dia mais caro e só vale a pena em GO e MT

sexta-feira, 26 de abril de 2013

26-04-2013-1

Desde que o motor flex entrou de vez no mercado brasileiro, o preço do etanol não parou de subir. Questão de mercado, claro. Acontece que o preço subiu tanto que parou de ser vantajoso, na maioria dos casos, abastecer com esse combustível.

Segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP), apenas nos estados de Goiás e Mato Grosso é vantagem o consumidor optar pelo uso exclusivo do álcool. Em São Paulo, desde o começo de abril, é indiferente.

Do ponto de vista econômico, abastecer com etanol é mais vantajoso do que a gasolina quando o preço for equivalente a menos de 70% do preço do combustível fóssil.

Uma pesquisa da ANP verificou que o preço do etanol equivale, em Goiás, a 68,76% do preço da gasolina e no Mato Grosso, 66,08%. Claro que esses dados equivalem à média dos postos do estado.

O consumidor já percebeu isso. Tanto que há dez anos, quando os motores bicombustíveis chegaram ao mercado, 8 em cada 10 carros usavam exclusivamente o etanol. Em 2012 esse número caiu para 2 em cada 10 veículos.

Entendo a preocupação do governo em relação ao etanol e os incentivos para que o consumidor use esse tipo de combustível, porém só a questão ambiental não será suficiente para convencer o motorista. É preciso que a alternativa seja financeiramente melhor, no mínimo.

Pesquise antes de abastecer com álcool

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Abastecer com álcool é mais barato que com gasolina. Mas não adianta apenas pensar nesta economia, é preciso pesquisar também o preço do álcool para não sair prejudicado.

Segundo pesquisa realizada pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), o motorista pode encontrar uma variação de até 70% no preço de um litro de álcool vendido na capital paulista.alcool

O estudo é feito semanalmente, tomando por base 25% dos postos da cidade de São Paulo. A pesquisa divulgada nesta segunda-feira é referente a coletas realizadas entre os dias 27 de setembro e 3 de outubro em todas as regiões da capital paulista. O menor preço encontrado foi R$ 1,17 em um posto da Zona Oeste de São Paulo. O álcool mais caro era comercializado a R$ 1,99 em outro estabelecimento da mesma região.

O preço médio encontrado pela ANP na capital paulista foi de R$ 1,39.

A pesquisa inteira, bem como o preço em cada região da capital paulista, pode ser encontrada no site: http://www.anp.gov.br/preco/prc/Resumo_Semanal_Index.asp

Fonte: G1