Posts com a Tag ‘automática’

Onix e Prisma terão versão automática

terça-feira, 11 de junho de 2013

11-06-2013-1

Segundo a Chevrolet, a partir do mês que vem os carros Onix e Prisma receberão o câmbio automático de seis marchas, o mesmo que equipa Cobalt, Cruze, Spin e Sonic.

A Chevrolet já havia mostrado o Onix com esse tipo de transmissão no Salão do Automóvel de 2012 e deixou a promessa que o carro seria comercializado no futuro. O Prisma aparece como novidade.

A aposta da montadora, no entanto, é muito acertada. Se antes o câmbio automático era exclusividade de carros grandes e importados, hoje o consumidor busca conforto maior nos carros menores. Afinal, esses são responsáveis pelo maior volume de vendas e são os carros utilizados de fato no dia a dia.

A transmissão automática (que tem a opção de trocas manuais através de botões na manopla) estará disponível na versão 1.4 flex dos veículos. O preço desse câmbio é cerca de R$3,5 mil, portanto podemos arriscar que o Onix 1.4 automático custara cerca de R$47 mil. Mas ainda nada sobre valores foi confirmado.

Para evitar atropelamentos, Volvo lança sistema que freia o carro

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Responsáveis por mais da metade das mortes em trânsito no Brasil, os atropelamentos podem estar com os dias contados. É novamente a indústria automobilística buscando maneiras de tornar o trânsito algo mais simples e volvo_logoseguro para os condutores e pedestres.

A Volvo apresentará em seu sedã S60 (modelo 2011) uma nova tecnologia chamada “Pedestrian Detection with Full Auto Brake”, que no bom português significa: “detecção de pedestres com frenagem totalmente automática”.

O nome praticamente já diz como o sistema (composto por radar e câmera) funciona. Ao detectar um obstáculo à frente, a imagem obtida pela câmera é analisada e, se sua silhueta for, de alguma forma, semelhante à de uma pessoa, o motorista será alertado.

Caso o condutor não reaja prontamente, o sistema irá reduzir a velocidade do carro, chegando a imobilizá-lo caso a aproximação cause algum risco para o pedestre.

O sistema é inovador e, mostrando-se eficiente, deve ser adotado pela Volvo para seus outros veículos e, quem sabe, copiado pelas outras montadoras em um futuro próximo.

Fonte: Autoestrada

Alguns mitos e verdades sobre o consumo de combustível

segunda-feira, 19 de julho de 2010

combustEm caso de trânsito compensa desligar o motor? Carros menores são mais econômicos que os modelos maiores? Transmissão automática gasta mais ou menos que os carros manuais?

Enfim, muitas dúvidas permeiam a cabeça do condutor quando falamos em consumo de combustível, mas o que é mito e o que é verdade? Confira no post de hoje alguns esclarecimentos.

Carro pequeno nem sempre é mais econômico: Com novas tecnologias como motores híbridos, injeção direta, turbo, caixa de marchas de até oito velocidades, pneus com baixa resistência à rolagem e melhoramentos aerodinâmicos, é possível que carros médios e até sedãs grandes consigam bons números no consumo.

Trocar o filtro de ar não ajuda a reduzir o consumo de combustível: Os novos modelos equipados com sistemas de injeção mudam automaticamente a mistura ao receber menos ar do que deveriam, logo a troca do filtro de ar não irá melhorar o consumo do modelo, e sim aumentar sua potência.

Transmissão automática pode, em alguns casos, proporcionar um consumo melhor do que um automóvel manual: Graças aos avanços tecnológicos em relação às transmissões automáticas, estas muitas vezes se equivalem e até superam seus equivalentes com câmbio manual.

A idade do automóvel não aumenta seu consumo: Quando um carro faz a manutenção corretamente durante sua vida, útil o motor segue oferecendo praticamente o mesmo consumo de combustível.

Em muitos casos é melhor desligar o motor: É um mito que o motor consuma mais gasolina ao ser ligado que deixando-o alguns instantes desligado. Vale a pena desligar o motor durante, por exemplo, o trânsito dos grandes centros urbanos. O motor de arranque o único que sofrerá algum desgaste.

Gasolina Premium não melhora o consumo: A menos que o motor do automóvel tenha sido desenvolvido especialmente para este tipo de gasolina, não há grandes benefícios ao utilizá-la em veículos “normais”.

Fonte: MotorDream