Posts com a Tag ‘colisão’

Ford apresenta o cinto inflável

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

cintoinflavel

A Ford anuncia uma mudança que poderá revolucionar o quesito segurança nos veículos. A partir do ano que vem, os modelos americanos do utilitário esportivo Explorer virão com o cinto de segurança inflável, uma mistura de cinto de segurança convencional e um airbag.

A engenhoca, que ficará instalada no assento traseiro da caminhonete, foi projetada para minimizar os impactos sofridos pelos passageiros, na cabeça, pescoço e tórax.

No caso de uma colisão lateral ou frontal, sensores determinarão a necessidade de acionamento do sistema (se não houver necessidade ele funcionará como um cinto convencional). O cinto infla em 40 milésimos de segundo e, quando expandido, cobre uma área do corpo cinco vezes maior que o de um cinto convencional, o que também ajuda a distribuir melhor as forças de contato quando houver uma colisão.

Futuramente a montadora pretende incorporar esta novidade em outros veículos da marca e utilizá-lo em carros fora dos Estados Unidos.

Fonte: Carsale

Cuidado quando um animal invadir a pista

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

batida-cavalo

Muitos podem achar que não é comum acontecer colisões de carros com animais, mas dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF), só nos primeiros quatro meses deste ano foram contabilizados 30 acidentes deste estilo em rodovias do estado do Rio e 195 animais apreendidos na pista.

Confira abaixo as dicas para evitar estes acidentes:

1-) Tente reduzir a velocidade, mas observe antes pelo retrovisor se o carro que vem atrás está a uma distância segura.

2-) Para evitar que o animal se assuste, tente ultrapassá-lo por trás, diminuindo assim a velocidade de reação. Durante a ultrapassagem, feche os vidros, passe lentamente pelo animal em marcha reduzida.

3-) Evite buzinar ou acender o farol alto para não correr o risco de o animal ir contra a direção do carro.

E se a colisão for inevitável:

1-) Evitar pegá-lo de frente para que ele não voe em direção ao capô.

2-) Freie assim que ver o animal e solte o pedal do freio no ato da colisão para que o peso se concentre na parte dianteira do carro, evitando assim que o carro fique desgovernado.

Fonte: G1

Curiosidades e estatísticas sobre acidentes de trânsito

segunda-feira, 17 de março de 2008

Não há um dia sequer que se passe e não haja notícias sobre acidentes de trânsito. Segundo dados fornecidos pelo DETRAN mais de 30 mil pessoas morrem no trânsito todos os anos - são mais de 80 pessoas por dia, ou 1 a cada 18 minutos.

Várias estatísticas relevantes, que dizem respeito a todos os tipos de acidentes causados no trânsito, servem como alerta para que se perceba até mesmo os mínimos deslizes que implicam em acidentes. Além do mais, as curiosidades relatadas a seguir podem servir como incentivo para que as pessoas tomem mais cuidados e preservem a segurança no trânsito.

Um dos fatos mais curiosos é que a maioria das colisões ocorre em velocidade entre 40 e 50 km/h, portanto, apenas manter-se em velocidade relativamente baixa não descarta a possibilidade de que aconteça qualquer acidente.

Outros dados relevantes confirmam que o acidente de trânsito é o segundo maior problema de saúde pública do Brasil, perdendo apenas para a desnutrição e que o trânsito é a terceira causa de morte do país ficando atrás apenas das doenças do coração e do câncer.

A empresa Opinion Research Corporation International publicou uma pesquisa revelando que 76% dos motoristas confessam ter o mau hábito de se distrair com outras atividades enquanto dirigem. Segundo relatos as situações que mais causam acidentes ou sustos no trânsito são as seguintes:

* Separando uma briga dos filhos - 26%
* Apagando cigarro - 22%
* Usando o laptop - 21%
* Conversando com um passageiro - 18%
* Falando ao celular - 13%

Mesmo havendo todo o incentivo à segurança no trânsito, as estatísticas de acidentes no trânsito só serão reduzidas quando todos tiverem plena consciência de quão perigosa a direção imprudente pode ser. Por isso, sempre vale a pena pedir para que sempre se mantenha atento à sua e à direção dos demais, para evitar atropelamentos, batidas mais leves e principalmente as colisões fatais, preservando a sua vida e as que estão ao seu redor.

Fonte: Trânsito dez