Posts com a Tag ‘cuidado’

Depois dos “ringtones”, chega a vez do “cartones”

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Se achou o título estranho, o entenderá depois de ler a matéria. As montadoras pretendem seguir o exemplo dos celulares, e colocar “musiquinhas” - que no caso dos celulares levam o nome de ringtones - em seus veículos híbridoscartone e elétricos.

Mais do que agradar o usuário, esta é uma medida para aumentar a segurança dos condutores e pedestres. O medo é que, por estes veículos não emitirem o barulho característico dos motores, crianças, adultos e cegos possam ser vítimas de atropelamento. A idéia é que os carros emitam algum ruído desenvolvido digitalmente, daí o nome “cartone”.

O Fisker Karma, um híbrido de R$ 150 mil que deverá estar à venda no próximo ano, vai produzir um som projetado por alto-falantes nos para-choques. A Nissan também já planeja adequar seu carro e está consultando a indústria do cinema para fornecer o futuro “som” de seus modelos.

E se você pudesse escolher o ruído que seu carro terá? Qual seria?

Fonte: Interpress Motor

Atenção no retrovisor

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

retrovisorUma dúvida comum que acontece é a dúvida, porque o retrovisor direito apresenta imagens irreais, normalmente distorcidas da realidade?

A resposta é simples, o espelho retrovisor do lado direito fica distante dos olhos do condutor, por essa razão a imagem fica distorcida, dando a impressão de que o veículo está a uma distância maior do que a real.

Outra explicação é a forma do espelho, lembra da aula de física? Espelhos côncavos e convexos? Então, o retrovisor é do formato convexo, e tem como objetivo de ampliar o campo visual do motorista. É útil ser desta forma, mas distorce a realidade.

Fonte: G1

Cuidados com o carro no inverno

terça-feira, 4 de agosto de 2009

O inverno está castigando algumas regiões do Brasil. De manhãzinha é difícil para nós e para o carro funcionar com este frio todo, né? Pois bem, abaixo vão algumas dicas que deveremos ter com o veículo durante a temporada de inverno:

1-) Se o veículo tiver motor bicombustível e o motorista optar por rodar apenas com álcool, ou mais da metade de álcool, é fundamental manter o reservatório de partida a frio sempre cheio com gasolina.

2-) Nas regiões onde o frio é mais intenso, é bom verificar a se quantidade de aditivo do sistema de arrefecimento está correta. Se for o caso de frioivernocarro rigoroso é importante adicionar um anticongelante.

3-) O componente que mais sofre no inverno é a bateria, uma vez que as partidas são mais difíceis e podem levar mais tempo. Para facilitar o trabalho da bateria, procure não dar a partida do motor com algum acessório elétrico ligado, como faróis, som, luzes internas, ar-condicionado ou mesmo o ventilador.

4-) Nos carros um pouco mais antigos, cujo motor é equipado com carburador, é importante durante os dias mais frios manter o afogador puxado por mais tempo, a fim de se obter a temperatura de funcionamento mais rápido.

5-) Não exigir maiores esforços do motor, principalmente nos primeiros minutos de funcionamento. Motor, câmbio, transmissão, suspensão e os freios demoram mais tempo para atingir a temperatura ideal de funcionamento.

Fonte: G1

Mulheres se envolvem menos em acidentes com vítimas

quarta-feira, 18 de março de 2009

Quantas vezes você já escutou a preconceituosa frase: “Mulher no volante, perigo constante” ou não viu alguém comentar: “tinha que ser mulher mesmo”. Deixando de lado a boa dose de machismo que envolve estas frases, uma pesquisa do DENATRAN comprovou que é exatamente o contrário, as mulheres se envolvem em menos acidentes com vítimas que os homens.

A pesquisa revela que dos condutores envolvidos em acidentes de trânsito com vítimas, ocorridos de 2004 a 2007, apenas 11% eram mulheres.

De acordo com o levantamento, 1.702.738* de condutores estiveram envolvidos em 1.574.829 acidentes de trânsito com vítimas registrados nesse período.

Considerando a média de condutores envolvidos identificou-se que 71% eram homens, 11% mulheres e 18% não informados.

De acordo com o Registro Nacional de Carteiras de Habilitação (Renach), até dezembro de 2008 o Brasil tinha registrado 45.137.916 de condutores, sendo que 33% desse total são do sexo feminino.

Em 2004 eram 10.374.385 de mulheres habilitadas, já em dezembro de 2008 o total chegou a 14.999.114, um crescimento de 44% em quatro anos.

Na categoria “A”, necessária para a condução de motocicletas, são 2.534.242 de mulheres habilitadas, quase 50% a mais do que em 2004.

*Em um acidente de trânsito pode haver mais de um condutor envolvido.

Acidentes de trânsito com vítimas: incluem-se acidentes com vítimas fatais ou feridas.

Fonte: DENATRAN