Posts com a Tag ‘equipamento de segurança’

Ford apresenta o cinto inflável

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

cintoinflavel

A Ford anuncia uma mudança que poderá revolucionar o quesito segurança nos veículos. A partir do ano que vem, os modelos americanos do utilitário esportivo Explorer virão com o cinto de segurança inflável, uma mistura de cinto de segurança convencional e um airbag.

A engenhoca, que ficará instalada no assento traseiro da caminhonete, foi projetada para minimizar os impactos sofridos pelos passageiros, na cabeça, pescoço e tórax.

No caso de uma colisão lateral ou frontal, sensores determinarão a necessidade de acionamento do sistema (se não houver necessidade ele funcionará como um cinto convencional). O cinto infla em 40 milésimos de segundo e, quando expandido, cobre uma área do corpo cinco vezes maior que o de um cinto convencional, o que também ajuda a distribuir melhor as forças de contato quando houver uma colisão.

Futuramente a montadora pretende incorporar esta novidade em outros veículos da marca e utilizá-lo em carros fora dos Estados Unidos.

Fonte: Carsale

Equipamentos de segurança

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

 

Muitos motoristas deixam passar despercebido na maioria das vezes, um dos assuntos mais importantes de um automóvel os equipamentos de segurança, que quando surge este tema, geralmente apenas o modo de condução é citado, deixando de lado os itens que realmente compõem o carro.

Começando com o item mais básico de todos que é o cinto de segurança, item essencial para assegurar a integridade física de todos que estão no automóvel e que por lei seu uso é obrigatório, e mesmo com muitos brasileiros já terem acostumado a usá-lo, ha os ainda o despreza. O mais comum de acontecer é você ver motorista com uma peça que parece um grampo, deixando o cinto mais folgado, tem ainda uns que vão além e apenas passam pela frente do corpo, sem travá-lo, para confundir os agentes de trânsito e não levarem multa.

Vale ressaltar que esta peça que permite que o cinto fique mais folgado compromete o funcionamento do mesmo, podendo causar ferimentos evitáveis, outra coisa que não se deve esquecer é que os passageiros do banco traseiro também utilizem o cinto, pois se ocorre um acidente mais grave e estes não estão usando o cinto seus corpos serão jogados para frente com muita violência e poderão prensar os ocupantes da frente ocasionando seqüelas ainda maiores e mais graves.

Verifique sempre os engates e os pontos de fixação dos cintos de segurança certificando-se que estão bem presos e conservados, as tiras devem ter costuras firmes e preservadas, seus mecanismos também devem ser constantemente lubrificados com óleo. Sua liberação não pode ser demorada, afinal segundos significam muito em um acidente, lembrando que a manutenção deste item exige limpeza regular, que pode ser feita com um pano umedecido e uma pequena porção de detergente.

Outros itens de segurança indispensáveis, e que ainda são dispensados por muitos motoristas, são: estepe, triângulo de sinalização e extintor de incêndio, todos obrigatórios por lei. Agora itens como o macaco e a chave de rodas são itens facultativos, porém manda o bom senso do cidadão que não falte no porta-malas.

Com o macaco, o cuidado deve ser redobrado, pois cada modelo de carro possui um local específico para o encaixe da peça e o uso incorreto pode causar sérios acidentes, siga sempre as instruções de uso vindo no manual do proprietário. No caso do estepe, ele deve sempre estar calibrado e de preferência balanceado, agora se acaso você precise utilizar o estepe e ele não estiver balanceado, prefira colocá-lo no eixo contrário ao motor já que suporta menos peso.

Segundo o Contran (Conselho Nacional de Trânsito), os carros devem ser equipados com extintores do tipo ABC, que combate fogo em plástico, borrachas, espuma dos bancos carpete e estofamento, combustíveis líquidos e não provocar curto-circuito. A partir de 1º de janeiro de 2010, todos os veículos em circulação já deverão portar este extintor.

Fonte: G1