Posts com a Tag ‘filtro de ar’

Filtro de ar esportivo faz diferença?

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

24-10-2013-1

Há mais de uma década, modificar e customizar carros virou febre. De películas escuras nos vidros a turbina e motores preparados, muitos veículos em circulação tem algo de “não original”.

No meio de todas as possibilidades de troca e personalização, o filtro de ar ganha espaço. Ele tem um papel simples e óbvio: filtrar o ar que entra no motor e garantir uma boa mistura de ar/combustivel ideal.

Na grande maioria dos carros, o filtro é convencional feito de camadas de papel. Mas existe a alternativa de filtros esportivos, feitos de algodão.

Vamos a algumas diferenças. O filtro convencional deve ser trocado a cada 10 mil km. O esportivo não é trocado muito, mas a cada 10 mil km deve ser lavado.

Quando se coloca um filtro esportivo (ele pode ser inbox, como o convencional, ou cônico e ficar exposto – como o da foto), o “ronco” do motor aumenta, torna-se mais grave. Aí é questão de gosto: alguns adoram esse barulho mais “nervoso”, outros se incomodam.

O fato é que o filtro esportivo permite que o motos receba mais ar e mais limpo. Então temos duas reações no tocante desempenho.

Depende do carro, há um ajuste eletrônico de quanto de mistura ar/combustivel o motor usará para seu bom funcionamento. Ao alterar essa mistura, com mais ar, o resultado pode ser um “bug” nesse ajuste e, para não perder potência ou algum efeito colateral, ele deve ser reprogramado.

Em outros casos, a reprogramação é automátiva, porque o sistema é passivo. Nessas condições, o filtro esportivo garantirá de 2 a 3 cv a mais de potência (isso é imperceptível ao motorista) – consequentemente, mais consumo também. Emc asos de carros com motores modificados e preparados, toda essa relação mudará.

Se você se interessa por essa peça, consulte seu mecânico de confiança e ele te indicará algo de qualidade, lembrando que a função de filtrar o ar jamais pode ser comprometida.

Alguns mitos e verdades sobre o consumo de combustível

segunda-feira, 19 de julho de 2010

combustEm caso de trânsito compensa desligar o motor? Carros menores são mais econômicos que os modelos maiores? Transmissão automática gasta mais ou menos que os carros manuais?

Enfim, muitas dúvidas permeiam a cabeça do condutor quando falamos em consumo de combustível, mas o que é mito e o que é verdade? Confira no post de hoje alguns esclarecimentos.

Carro pequeno nem sempre é mais econômico: Com novas tecnologias como motores híbridos, injeção direta, turbo, caixa de marchas de até oito velocidades, pneus com baixa resistência à rolagem e melhoramentos aerodinâmicos, é possível que carros médios e até sedãs grandes consigam bons números no consumo.

Trocar o filtro de ar não ajuda a reduzir o consumo de combustível: Os novos modelos equipados com sistemas de injeção mudam automaticamente a mistura ao receber menos ar do que deveriam, logo a troca do filtro de ar não irá melhorar o consumo do modelo, e sim aumentar sua potência.

Transmissão automática pode, em alguns casos, proporcionar um consumo melhor do que um automóvel manual: Graças aos avanços tecnológicos em relação às transmissões automáticas, estas muitas vezes se equivalem e até superam seus equivalentes com câmbio manual.

A idade do automóvel não aumenta seu consumo: Quando um carro faz a manutenção corretamente durante sua vida, útil o motor segue oferecendo praticamente o mesmo consumo de combustível.

Em muitos casos é melhor desligar o motor: É um mito que o motor consuma mais gasolina ao ser ligado que deixando-o alguns instantes desligado. Vale a pena desligar o motor durante, por exemplo, o trânsito dos grandes centros urbanos. O motor de arranque o único que sofrerá algum desgaste.

Gasolina Premium não melhora o consumo: A menos que o motor do automóvel tenha sido desenvolvido especialmente para este tipo de gasolina, não há grandes benefícios ao utilizá-la em veículos “normais”.

Fonte: MotorDream

10 dicas para economizar combustível

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

 

O preço dos combustíveis está cada vez mais caro, vale a pena tomar alguns cuidados para economizar. Confira algumas dicas para fazer seu combustível render mais:

1-  Não ande com o motor em alta rotação. Consulte o manual do proprietário e verifique em qual rotação é atingida a força máxima e 1.000 rpm abaixo dela.

2-  Mantenha os bicos injetores desobstruídos, os filtros de ar dentro do prazo de utilização e as velas sempre em bom estado com folga do eletrodo de acordo com o manual.

3-  Andar com ar-condicionado ligado provoca desperdício de combustível, use apenas quando indispensável.

4-  Não transporte cargas desnecessárias no porta-malas, por esquecimento, pois exige mais do motor.

5-  Calibre semanalmente os pneus.

6-  Na estrada os vidros abertos e a bagagem na capota alteram a aerodinâmica do carro, gastando mais combustível.

7-  Não encha o tanque de combustível até a boca, uma parte do combustível acaba se perdendo pelo bocal ou pela válvula de alívio. O correto é encher só até quando o combustível atingir o bico da bomba, isso pode ser percebido quando o gatilho da bomba desarma automaticamente.

8-  Não rode com o tanque na reserva, pois essa atitude faz com que resíduos que ficam no fundo do tanque sejam sugados para dentro do motor, entupindo os bicos injetores.

9-  Não exagere nas acelerações e freiadas bruscas, retomando a velocidade com pressa, dirija com calma.

10-  Em carros com carburador, desligue o afogador assim que o motor atingir a temperatura ideal de funcionamento.

Além de economizar dinheiro você estará contribuindo com a natureza, não gastando mais do que o necessário.

Fonte:UOL