Posts com a Tag ‘ford’

Confirmado Escort de volta no Brasil

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

11-12-2013-1

Um dos mais queridos e emblemáticos carros que a Ford já produziu no país está para voltar. Em Xangai, a Ford confirmou o Escort de volta ao Brasil.

Ainda sem muitos detalhes, o carro deve chegar em 20156, mas provavelmente não substituirá o Focus. Ainda sem detalhes maiores, é bem possível que o carro receba um motor de 3 cilindros, o novo queridinho do mercado.

A Ford já confirmou um motor 1.0 de 3 cilindros para o novo Ka, aposentando o 1.0 Rocan que equipava o Fiesta.

A montadora prepara muitos lançamentos para o Brasil nos próximos dois anos, como a chegada de um novo SUV e uma caminhonete grande. Talvez, até 2016, eles tenham o portfólio quase todo modificado.

Ka Concept baiano é carro global da Ford

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

22-11-2013-1

A Ford é sem dúvida a mais “brasileira” das montadoras. Para a Ford, a fábrica na Bahia é também uma central de planejamento. Foi de lá que surgiu a EcoSport, carro projetado para o mercado brasileiro que agora será vendido também na Rússia.

E foi justamente a fábrica brasileira que “deu a luz” ao Ka Concept, novo carro global da empresa. Ao contrário do que se imaginava, o Ka cresceu e será montado sobre a plataforma do New Fiesta e da EcoSport. Isso permitiu que o carro recebesse quatro portas, já que o projeto do Ka desde sempre tem apenas duas portas.

O desenho é muito semelhante a atual aposta da Ford, com o “bocão” frontal e as linhas fluentes e agressivas. O conjunto óptico lembra os traços da nova EcoSport.

Detalhes técnicos não foram revelados, mas a Ford prometeu “itens inéditos para o segmento de compactos, inclusive no quesito segurança”. Ou seja, controle de tração e estabilidade pode ser possíveis. Há também a promessa de uma versão sedã do Ka Concept. Com isso, o Fiesta Rocam será aposentado de vez e o Ka passará a ser o hacth compacto “oficial” da Ford.

100 anos de fordismo

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

14-10-2013-1

Nesta semana, o sistema de produção criado por Henry Ford completou 100 anos. Conhecido por fordismo, este método revolucionou por completo a indústria, não só automotiva.

Ao pensar em montagem com uma linha (na época, de exatas 84 partes) em que cada momento era executado por um grupo de trabalhador específico, o Ford T (primeiro veículo montado assim) começou a ser produzido em série.

Com isso, o tempo de montagem de cada veículo caiu de 12 horas para apenas 90 minutos, enquanto o preço final do modelo foi de US$ 850 para US$ 300, algo fundamental para que o carro atingisse as massas como era a proposta de Henry.

De lá pra cá, os métodos de produção e montagem evoluiram e hoje a Ford fabrica certa de 16 veículos por minuto. Porém, isso não seria possível se em 1913 o fordismo fosse craido.

Depois do fordismo, outro método ainda revolucionou a industria automotiva para que o número de 16 carros/minuto fosse possível: o toyotismo, ou a filosofia do “just in time”. Mas isso é assunto pra outra hora.

Ford também venderá carros verdes na Europa no início de 2014

terça-feira, 3 de setembro de 2013

03-09-2013-1

Mais rápido do que prevíamos, as montadoras estão apostando mesmo em carros verdes, como são chamados aqueles que utilizam eletricidade ou sistema híbrido no lugar de motor à combustão.

A Renault já comercializa em boa escala seus elétricos na Europa e trouxe, inclusive, alguns para rodar no Brasil. Agora é a vez da Ford entrar de fato nesse mercado.

A montadora iniciou a produção de três modelos ecologicamente corretor em sua fábrica da Alemanha. São os híbridos C-Max Energi e o Mondeo Hybrid, além do Focus Electric. Mesmo sendo de origem estadunidense, só a Europa oferece mercado real para os carros híbridos e elétricos por enquanto, por isso a opção de produzi-los na fábrica alemã.

Curioso ressaltar que há 100 anos a Ford produziu seu primeiro veículo elétrico, uma versão do Modelo T. O projeto conjunto de Henry Ford e Thomas Edison para criar um “automóvel elétrico barato e prático” foi inviabilizado pela tecnologia limitada das baterias da época. Hoje, o “sonho secular” toma vida.

Cremos ser questão de tempo e investimento sério em infraestruturas para que veículos elétricos tornem-se viáveis para o grande público e para os mercados do terceiro mundo. Mas, até por questões políticas e econômicas, é impossível pensar o mundo sem o mercado petrolífero. Será uma obrigação da indústria de elétricos coexistir com motores a combustão.

Ford inova e lança linha de… eletrodomésticos?

quinta-feira, 25 de julho de 2013

25-07-2013-1

Vale pela curiosidade. Em setembro a Ford chega a um segmento nada explorado pelas montadoras até agora: o de eletrodomésticos.

É isso mesmo que você pensou. Imagine um ferro de passar “New Fiesta”? Ou um liquidificador “EcoSport”? Ou uma potentíssima batedeira com motor EcoBoost?

Brincadeiras a parte, os eletrodomésticos fazem parte de um novo braço da empresa, a Ford Home Solutions e não terão relação com os carros da marca (talvez algumas linhas de design).

Além do mais, não será a Ford Motors a responsável por fabricar os produtos. Eles serão feitos pela empresa brasileira NKS e licenciados pela marca de automóveis. O acabamento dos poucos produtos revelados é de primeiríssima qualidade (eu, particularmente, adorei a cafeteira).

Isso não deixa de revelar um novo e ousado posicionamento da Ford e de suas vertentes. Uma marca tradicionalmente conservadora que nunca se arrisca em ambientes fora de seu domínio de repente apresenta um segmento para o lar. Interessante e positivo.