Posts com a Tag ‘garagem’

Carros serão proibidos de estacionar em centro expandido de SP

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Para garantir maior fluidez e menos congestionamentos a prefeitura de São Paulo pretende, até 2012, acabar com o estacionamento de carros nas ruas do centro expandido (áreas como Mooca, as marginais e a av. dos Bandeirantes), proibidoestaexceto em vias de menor fluxo.

Em contrapartida são prometidas aos motoristas 32 mil vagas em 400 garagens pagas e administradas por empresas privadas.

Segundo a Secretaria de Transportes as garagens atenderão a um raio de 400 metros a 500 metros ao redor e tirarão os carros que - do ponto de vista da prefeitura - obstruem e afunilam as ruas da capital paulista e geram menor fluidez.

Você leitores concordam com esta medida? O que vale mais a pena na opinião de vocês? Poder estacionar gratuitamente ou não ficar estacionado no trânsito?

Fonte: Folha de São Paulo.

Garagem para carros clássicos

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Carros e motos com 30 anos ou mais de estrada merecem um tratamento especial por representarem uma época. Eles merecem um lugar melhor e mais seguro para serem guardados.

Localizada na zona Oeste de São Paulo, a Garage Hot & Classics oferece um ‘porto-seguro’ para os proprietários que não encontram em estacionamentos comuns um local ideal para deixar estes ‘pedaços da história’ do automóvel.

Quem tem um carro antigo na garagem sabe o trabalho que é mantê-lo sempre limpo e em condições de rodar. Como passam muito tempo parados, a bateria perde a carga, o pneus descalibram e, dificilmente, o motor vai pegar na primeira tentativa. Além disso, ainda resta o medo de alguém riscar ou danificar um modelo ao qual se deu tanto zelo e com tanta história. Deixar o antigo num estacionamento comum significa deixá-lo à mercê dos manobristas e dos outros usuários do local.

A Garage Hot & Classics foi fundada em 2005, com o intuito de ser uma ‘carina’, uma marina para carros. Assim como acontece com os barcos, o carros têm um lugar próprio para ficarem, além de receberem a manutenção apropriada.

São 50 vagas para qualquer carro, desde que seja antigo ou especial. Um garagista profissional, que mora no mesmo galpão onde estão os carros, é responsável em tempo integral por limpá-los e encerá-los, além de ligá-los com certa regularidade para manter a parte mecânica sempre em dia. A calibragem dos pneus e a carga da bateria também são atribuições do funcionário.

Quando aparece algum problema, a Garage comunica o proprietário.carroantigo

Além de ser uma ‘carina’, a Garage Hot & Classics também serve de espaço para a confraternização dos proprietários, com churrasqueira e forno de pizza para eventuais reuniões. A Garage ainda auxilia na obtenção da tão cobiçada placa preta.

Tanto zelo com os veículos deve ser traduzido em altas cifras pelo serviço, correto? Não. O preço para manter um automóvel na Garage Hot & Classics varia entre R$ 200 para motos de até 1.000 cm³ e R$ 300 para carros e motos de mais de 1.000 cm³.

Na parte de baixo do galpão há raridades, como um Lotus Emme(foto), que só teve doze unidades fabrcadas.

Postos lado a lado, um Ford Mustang hardtop 1968 e um Mustang GT 2008 mostram como os carros não têm apenas uma função de transporte, pois também representam uma parte da história sobre rodas.

Serviço
Endereço: rua Guipá, 167 - Vila Leopoldina - SP
Contato: (11) 3644 6161 ou www.mygarage.com.br

Fonte: I Carro

Será que vai vingar? Estacionamento grátis em Shoppings e Hipermercados de SP

segunda-feira, 18 de maio de 2009

O que antes circulava como um boato na Internet poderá tornar-se realidade.

A Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou, nesta quarta-feira (13), um projeto de lei que estabelece a gratuidade do estacionamento em shoppings centers e hipermercados para os clientes que consumirem, no mínimo, o correspondente a dez vezes o valor da taxa do estacionamento.

A proposta está no gabinete do governador José Serra (PSDB), que tem 15 dias para sancioná-la.

Se, por exemplo, a tarifa cobrada pelo estacionamento for de R$ 5 para duas horas, o cliente terá que consumir no mínimo R$ 50 no período para obter a gratuidade.

Caso o cliente consuma R$ 60, ele terá a isenção do pagamento somente nas duas primeiras horas e terá que pagar pela terceira.

Em junho de 2005, quando ainda era prefeito, Serra vetou uma proposta semelhante, alegando que legislar sobre preços da iniciativa privada não era de competência municipal, e sim dos Estados e da União.Estacionamento Shopping

A isenção do pagamento só será válida nas seis primeiras horas em que o cliente permanecer no estabelecimento. Após esse período, o estacionamento cobrará as taxas normalmente utilizadas.

Para conseguir a gratuidade, o cliente terá que apresentar as notas fiscais que comprovem a despesa.

O projeto de lei não estabelece limites nas tarifas dos estacionamentos, o que pode acarretar o aumento dos preços, caso os estabelecimentos queiram compensar a gratuidade.

Esse possível aumento também obrigaria o cliente a gastar mais nos estabelecimentos para conseguir a gratuidade.

Fonte: Uol