Posts com a Tag ‘lombadas’

Evite passar por lombadas e valetas na diagonal

terça-feira, 13 de agosto de 2013

13-08-2013-1

Essa é uma mania muito comum entre vários motoristas brasileiros. Ao avistar uma lombada alta ou uma valeta profunda, entra logo com o carro meio de lado, passando uma roda de cada vez. O que poucos sabem, porém, é que isso é prejudicial ao veículo.

O ideal é enfrentar as lombadas (ou quebra-molas) em baixa velocidade e de maneira perpendicular.

O hábito de passar por esses obstáculos na diagonal pode provocar torção da carroceria do veículo. Estas torções chegam a causar o rompimento de pontos de solda, gerando estalos e barulhos difíceis de serem diagnosticados. Acabamentos internos de plástico também são vitimas das torções e passam a fazer rangidos indesejáveis.

Hoje em dia, os carros têm sistemas de amortecimento muito eficientes e por isso “mascaram” pequenas torções e anomalias. Mas pra isso, suspensão, amortecedores, molas, terminais de direção e pivôs pagam a conta. Então é melhor deduzir a velocidade para estender a vida útil de todo esse sistema. Passar de lado, só em último caso mesmo.

Lombadas irregulares prejudicam seu carro

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

22-10-2012-1

As lombadas (ou quebra-molas) são ondulações transversais de concreto ou asfalto utilizadas em ruas e rodovias. Todas as lombadas devem ser bem sinalizadas e seguir um padrão do CONTRAN.

As lombadas devem obedecer a resolução 39 do CONTRAN, que garante que todas devem obrigatoriamente ser sinalizadas e podem apresentar apenas dois tamanhos: 8 cm de altura por 1,5m de largura ou 10 cm de altura por 3m de largura.

Acontece que no Brasil a maioria das lombadas está fora desse padrão e não seguem o mínimo de sinalização necessária, fazendo com que os condutores não reduzam a velocidade ao passar por elas. E isso pode causar sérios danos ao veículo. Sem contar nos diversos acidentes que podem causar.

A primeira parte do carro a “sentir” o dano de uma lombada é a suspensão. As molas e suspensões desgastam muito mais rapidamente quando encontram esses obstáculos não sinalizados. Os pneus também podem sofrer desgastes sérios.

Dependendo da velocidade e do carro, o motor e o cano do escapamento podem atingir o chão quando uma lombada não sinalizada é transpassada rapidamente. Danos nessas partes podem chegar ao custo de R$5.000!

A legislação permite o proprietário de ser indenizado pelo Estado caso seu veículo seja danificado nessa situação.

Porém, você pode ajudar, ligando para o número 1188 e informando o CONTRAN de alguma lombada ilegal que você conheça. Segundo dados, na cidade de São Paulo mais de duas mil lombadas foram retiradas em 2012, mas mais de seis mil já foram colocadas no mesmo período.

Importante ressaltar que as lombadas devem ser utilizadas somente em último caso e para a prevenção de acidentes. O parágrafo único do artigo 94 da resolução 39/98 do CONTRAN diz: “É proibida a utilização de ondulações transversais e de sonorizadores como redutores de velocidade, salvo em casos especiais definidos pelo órgão ou pela entidade competente, nos padrões e critérios estabelecidos pelo CONTRAN”. Ou seja, mais de 95% de todas as lombadas no Brasil são ilegais ou irregulares.

Esteja sempre atento e não hesite em informar o CONTRAN de lombadas irregulares.