Posts com a Tag ‘marcha ré’

Toyota faz campanha para alertar sobre acidentes que ocorrem na marcha à ré

terça-feira, 6 de novembro de 2012

06-11-2012-1

Claro que a propaganda da montadora japonesa visa vender seu produto: a câmera traseira de seus veículos. Porém sua campanha alerta para algo importante e despercebido por motoristas no mundo todo: a quantidade de acidentes enquanto estamos em marcha à ré.

Quem estaciona o carro de ré em garagens de prédios ou casas e tem filhos ou vizinhos pequenos precisa de atenção em dobro. Muitas crianças não se preocupam com um veículo se aproximando, ainda mais quando estão envolvidas em alguma brincadeira. A responsabilidade é total do condutor.

E foi olhando pra isso que a Toyota convocou o artista Ernest Zachaveric para fazer sua campanha. As pinturas de Zachaveric misturam grafite com objetos reais e passa uma boa sensação de situação cotidiana.

Ponto positivo para a iniciativa da Toyota que ao mesmo tempo promove seu produto e conscientiza os motoristas.

Confira no vídeo abaixo o resultado da propaganda:

O que acontence se engatar a ré com o carro em movimento?

terça-feira, 10 de março de 2009

Essa é uma daquelas perguntas curiosas que surgem na cabeça de muitas pessoas. Enquanto dirige seu carro, você imagina que seria muito fácil mover a alavanca de câmbio para a posição “R” a qualquer momento.

Você provavelmente também nunca consideraria ser vencido por sua curiosidade, pois sabe que se tentasse poderia causar algum dano à transmissão do carro.

Antes vamos entender como funciona a “ré”:

O mecanismo de marcha ré de qualquer carro com transmissão manual é incrivelmente simples. Existe uma árvore que recebe movimento do motor e que possui uma engrenagem usada para a marcha ré.

Existe uma outra árvore que aciona as rodas e que também possui uma engrenagem para esse fim.

Para fazer a marcha ré, uma terceira engrenagem é literalmente empurrada entre aquelas duas engrenagens, ficando tudo engrenado. Essa terceira engrenagem faz a árvore que leva movimento às rodas inverter seu sentido de rotação, resultando no veículo dar ré.

Ou seja:

Se fosse realmente tentarmos engatar a marcha ré enquanto o carro trafega em uma rua ou estrada, aquela terceira engrenagem que precisa ser posicionada entre as duas tentará se engrenar com elas e uma estaria girando velozmente na direção contrária.
O que você vai ouvir (e sentir na alavanca de câmbio) é um som de um forte arranhar causado pelos dentes golpeando-se uns contra os outros.

Todavia, não há como ocorrer o engrenamento e, assim, nada acontecerá. O câmbio não vai explodir.

O carro também não vai parar e andar de ré contra o tráfego. Normalmente, o único momento em você realmente consegue colocar o carro em marcha ré é quando ele está parado.

Todavia, alguns modelos possuem sincronizador de marcha ré e é possível engatá-la com o veículo andando para frente, mas em velocidade muito baixa, abaixo de 5 km/h.

Acima dessa velocidade o sincronizador não dará conta e haverá o mesmo ruído de arranhar e a ré não se engrenará de modo algum também.

Nos câmbios automáticos a ré simplesmente não engata estando o veículo em movimento para frente, salvo em velocidades bem baixas, a exemplo do caso de caixa manual com ré sincronizada. O sistema possui salvaguarda interna para evitar isso.

Fonte: Hsw.com

Em velocidade, depois ré

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Muitas pessoas ficam se perguntando o que aconteceria se o carro estiver em uma velocidade considerável, e o motorista colocar a marcha ré.

Mas dificilmente alguma pessoa teve a coragem de tentar, pois além do medo de ocorrer algum acidente, a pessoa tem medo de causar algum dano à transmissão.

A engrenagem da marcha ré de qualquer carro com transmissão manual é uma peça incrivelmente simples. Existe uma haste que é acionada pelo motor e que possui dentes usados para a marcha ré. Existe uma outra haste que aciona as rodas e que também possui dentes usados na marcha ré.

Para acionar a marcha ré, uma engrenagem é empurrada entre as duas hastes para acionar os dois conjuntos de dentes. Uma descola seus dentes para dentro dos dentes das duas hastes e os aciona.

Sendo assim, se você tentar acionar a marcha ré enquanto dirige por alguma rua ou estrada, a engrenagem que precisa ser desviada para ser posicionada tentará acionar duas engrenagens rolantes e uma dessas engrenagens estaria girando rapidamente na direção oposta.

O que vai ocorrer é um som irritante dos dentes rangendo uns contra os outros. É impossível posicionar a engrenagem enquanto está em movimento. A transmissão não vai explodir igual muitos pensam e o carro não vai dar ré igual em desenhos animados.

O momento que você realmente consegue colocar o carro em marcha ré, é somente quando ele está parado.

Fonte: Uol