Posts com a Tag ‘orientação preventiva’

Álcool e direção, uma péssima combinação

terça-feira, 9 de outubro de 2012

09-10-2012

Esse é o assunto mais repetido por inúmeros meios de comunicação. Ninguém tem um argumento plausível para defender a relação “bebidas + direção”. Ainda assim, parece que a gravidade do problema não entra na cabeça do motorista brasileiro.

Mesmo com toda informação e propaganda, uma pesquisa realizada pela associação dos DENATRANs afirma que mais de 60% dos acidentes de transito acorrem com pessoas que haviam ingerido bebidas alcoólicas. E mais: acidentes de trânsito que envolvem motoristas embriagados é o maior responsável pelas mortes de jovens no Brasil.

Vamos, então, derrubar alguns mitos que envolvem o álcool, sempre tendo o bom senso a frente de tudo.

A primeira mentira em relação ao álcool é que ele seja uma substância estimulante. Na verdade, o álcool é uma droga depressiva que pode induzir ao sono. A sensação de estímulo que ele traz nada mais é que uma perda de inibição do sujeito.

A ação depressiva do álcool no sistema nervoso central faz com que o alcoolizado não consiga realizar tarefas que exijam alguma capacidade física ou mental, como conduzir um veículo.

Outro mito é que o álcool sai rapidamente do organismo, por isso que alguns acreditam que parando de beber uma hora antes de dirigir basta para uma condução segura. Cerca de 90% do álcool ingerido é absorvido pelo corpo em uma hora e transportado para a corrente sanguínea. Porém a eliminação pode levar de seis a oito horas.

A crença de que o suor ajuda a eliminar o álcool é verdade. Mas é importante saber que apenas 2% do álcool do corpo é eliminado dessa forma. O fígado é responsável por 90% e a respiração por 8% da reestruturação do organismo.

Tomar um banho frio ou um café forte diminui o efeito do álcool?

Na verdade, como já foi dito, o álcool é uma droga depressiva. Um banho frio ou um café forte vão dar estímulos no corpo e deixar o sujeito mais acordado. Isso contrasta com um dos efeitos do álcool: o sono. Porém isso não influencia em nada a ação do álcool no organismo. Resumindo: teremos um bêbado acordado, mas tão bêbado como antes.

Só existe um remédio para a embriaguez: o tempo. O único jeito de passar os efeitos do álcool é esperar. Enquanto espera, deixe que alguém dirija.

Bebeu? Deixe o ego e a autoconfiança de lado e entregue a chave para um amigo. Alguns seguros já oferecem o serviço que busca o condutor embriagado e leva-o para a casa (escreveremos sobre isso em outra ocasião).

Portanto, não existe desculpa para beber e pegar o carro. Não seria preciso nenhuma “lei seca” se usássemos o bom senso. Respeite a sua e a vida dos outros. Quem dirige embriagado mata e morre.

Corolla passará por “orientação preventiva”

sexta-feira, 30 de abril de 2010

corolla-2008

A pouco mais de uma semana a Toyota foi proibida pelo Ministério Público e pelo Procon de Minas Gerais de comercializar o seu modelo Corolla na região. A medida visa proteger o consumidor de problemas de aceleração contínua no veículo, causados por falta de fixação do tapete.

A Toyota afirma que seu modelo não tem problemas e que no manual do proprietário constam informações sobre a falta de aderência do tapete. A justiça não concordou com a alegação da empresa e só sobrou uma solução para a montadora japonesa: convocar os proprietários para uma “orientação preventiva”.

Neste encontro de proprietários com fabricante serão prestadas informações sobre a importância da fixação correta do tapete do motorista, bem como a importância do uso de peças genuínas para não afetar o retorno do pedal do acelerador.

Além disso, o veículo ainda passará por uma inspeção e fixação - se necessário for - do tapete. Em nota, a montadora afirma que o problema atinge os sedãs fabricados a partir de abril de 2008.

Segundo a fabricante, os clientes serão avisados individualmente da campanha nos próximos dias.

Fonte: UOL