Posts com a Tag ‘reduzido’

IPI reduzido continua

terça-feira, 30 de junho de 2009

Os que pretendem adquirir o primeiro veículo 0km ou aqueles que desejam trocar o carro podem voltar a sorrir.

A Receita Federal divulgou hoje que o IPI continuará reduzido para veículos novos, mas subirá gradualmente entre outubro deste ano e janeiro de 2010.

Veja como ficará o IPI mês a mês:ipireduzido

Tipo de automóvel — – Até setembro - Outubro - Novembro - Dezembro - Janeiro/2010

1.0 (gasolina ou flex) — – Isento — – 1,5% — – — 3% — – — — 5% — – — – 7%

Acima de 1.0 e abaixo de 2.0 — 6,5% — – 8% — – — 9,5% — – — – 11% — – 13%
(gasolina)

Acima de 1.0 e abaixo de 2.0 — 5,5% — – 6,5% — – 7,5% — – — – 9% — – — 11%
bicombustíveis (flex)

Fonte: Folha de São Paulo

Prorrogação da redução do IPI

terça-feira, 31 de março de 2009

Foi prorrogada por três meses a redução do IPI para veículos automotores.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, informou que o corte inclui agora um acordo para a manutenção do emprego no setor:

“A indústria automotiva é importante para o país porque é uma cadeia produtora que chega a representar 23% do PIB industrial”, disse Mantega

Agora, até o final de junho os carros de passeio com motores 1.0 estarão isentos de IPI, e aqueles com motor entre 1.0 e 2.0 pagarão 50% do imposto.

A tabela do IPI para automóveis com validade até o final de março é a seguinte: carros de até 1.000 cilindradas terão alíquota reduzida de 7% para zero.

Carros acima de 1.000 até 2.000 cilindradas movidos à gasolina terão IPI reduzido de 13% para 6% e movidos a álcool ou flex, de 11% para 5,5%.

Carros acima de 2.000 cilindradas terão IPI mantido em 25% para os à gasolina e em 18% para os a álcool e flex.

Picapes de até 1.000 cilindradas terão redução do IPI de 8% para 1%; e de 1.000 até 2.000 cilindradas terão redução geral de 8% para 4% no IPI.

Uma medida adicional do pacote anunciado nesta segunda é a eliminação da Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) no preço das motocicletas — a alíquota era de 3%.

Fonte: Reuters