Arquivo de outubro de 2008

Mau cheiro no veículo

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Se seu carro está com mau cheiro, cuidado. O mau cheiro no interior dos veículos, além de ser um problema extremamente embaraçoso quando a intensidade é forte, pode dificultar a venda e, até mesmo, a saúde do proprietário.

O mau cheiro é principalmente provocado por bactérias e fungos que se desenvolve por causa da umidade e resíduos orgânicos como alimentos e folhas de plantas. Como é um ambiente fechado, a umidade e as manchas que se formam no interior do veículo levam muito mais tempo para oxidar e serem eliminadas que em ambientes aberto.

Nós levamos a poluição constantemente para dentro do carro por meio das sujeira nas mãos, nos sapatos, nas roupas e até por nossa transpiração, e como o carro é um ambiente fechado, o veículo é um local propício para surgimento de bactérias e fungos, muitos deles prejudiciais a saúde. Além disso, os carpetes, estofamento e dutos de ar condicionado são ótimos alojamentos para bactérias.

 

Dicas:

- Sempre que possível não deixe as janelas totalmente fechadas;

- Desligue o ar condicionado instantes antes de desembarcar do carro;

- Não faça limpeza com água, caso caia alguma substância liquida ou pastosa, use produtos como desodorizadores, multi-uso e limpa-carpetes;

- Para sujeira sólida, como farelos de biscoito ou areia use um aspirador de pó;

- Tire a oleosidade dos vidros e pára-brisa com uma flanela umedecida com alccol ou limpa-vidros;

- Se o carro sofrer alagamento durante uma chuva forte é necessário remover os bancos o console e os carpetes para que seja feita a higienização e não apodrecereem, nesse caso é melhor procurar um especialista;

- Para tirar o odor provocado pelo cigarro use um neutralizador de odores, mas em alguns veículos o cheiro de causado pelo cigarro fica quase impossível de tirar;

Realize uma higienização completa em seu veículo a cada seis meses. O preço de uma higienização completa varia entre R$100 à R$400, dependendo do modelo do veículo e do nível de contaminação.

 Fonte :UOL

Mecânicas

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Mulheres cansadas de serem enganadas pelos mecânicos ou tendo que aturar o machismo constante em repreensão às mulheres ao volante, tem a chance de aprender em um curso rápido de mecânica algumas coisas que podem lhe ser úteis no dia-a-dia, sendo o curso somente para mulheres.

São 4h de curso onde cada aluna recebe uma apostila da parte teórica, em sala têm-se a parte visual, aprendem até como funciona um motor, entre outras funcionalidades.
O intuito deste curso é auxiliar as mulheres para que consigam resolver algum problema mínimo que venha ocorrer com seu carro e seguir para algum local próximo onde tenha uma assistência mecânica.

Você mulher que ainda não teve a oportunidade de fazer esse curso, segue 5 dicas úteis para você conseguir resolver algum probleminha simples com seu carro e não ficar apavorada sem noção do que fazer.

1.Quando o carro aquece:
Verifique o nível do fluido de refrigeração, ele tem que trabalhar no meio, entre a marca do máximo e do mínimo.

2. Quando o freio dá problema:
Se estiver com uma luz no painel acendendo ou quando o pedal de freio fica mais duro, verifique se não está faltando o fluido de freio.

3.Se o carro estiver fazendo barulho:
Verifique se há óleo, pois muitas vezes a falta de óleo pode ser a causa do barulho ou do problema no motor.

4. Se o carro estiver falhando:
Verifique se soltou algum cabo ou haste que comanda este sistema.

5.Problema na bateria:
Se a luz da bateria no painel estiver acesa, verifique se não soltou algum cabo ou alguma correia que aciona o sistema de recarga da bateria.

 

Fonte: UOL

Previna-se de Roubos

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

 

Seqüestros e assaltos estão cada vez mais comuns nos faróis, no trânsito ou até mesmo com o carro estacionado na rua.

Para prevenir e se proteger segue algumas dicas:

1.Estacione sempre com uma distância do veículo da frente que você consiga sair com facilidade, o ideal é que seja suficiente para ver os pneus traseiros do carro da frente até o chão.

 

2.Não fiquei dentro do carro estacionado, quando estiver esperando alguém desça, tranque o carro e espere afastado dali.

 

3. Pare sempre na faixa do meio ou na da direita a partir da terceira fila, pois as preferidas para abordagens são a primeira e segunda fila na pista da esquerda.

 

4. Se for abordado por um ladrão e o mesmo pedir para você descer do carro, não faça movimentos bruscos. Ao soltar o cinto, use a mão esquerda, para evitar que o cinto fique preso em seu braço e assuste o assaltante.

Fonte: Quatro Rodas

Xingar no trânsito

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Quem nunca viu ou participou de uma discussão no trânsito?

As discussões no trânsito só aumentam o stress das pessoas e pode acabar em algo mais grave, como ofender alguém ou até mesmo começar uma briga. Não existe nenhum artigo do Código de trânsito que trata disso, mas em menos de uma semana duas mulheres entraram contra pessoas que xingaram e ofenderam-nas no trânsito, e o Tribunal de Justiça do Distrito Federal deu razão a duas.

 

A comerciante Elza Maria dos Santos foi uma das vítimas de um motorista que tem o pavio curto, ela estava em seu carro parada no sinal fechado quando veio um senhor até o carro dela muito alterado xingando-a de má motorista, idiota e burra. Ainda ameaçou a mesma, dizendo que iria passar por cima com seu carro se ela não tirasse o dela da frente. Então saiu cantando pneu e foi embora.

Um vendedor de sorvete estava próximo e anotou a placa do condutor. A condutora Elza processou o motorista irritado e ganhou a causa, vai receber R$ 3,6 mil.

O outro caso foi da dona-de-casa Marcelina Lopes, que entrou na justiça contra uma empresa de ônibus após o motorista ter brigado com ela por querer descer pela frente devido ter um problema na perna. Marcelina vai receber R$ 5 mil de indenização.

No caso das duas, o juiz levou em conta a humilhação sofrida pelas vitimas perante os demais e aos terceiros, por isto, ambas ganharam seus respectivos processos. E têm na aplicação da indenização um caráter punitivo e educativo aos condutores chamados “pavios curtos”.

As frotas não param de crescer, com isto os engarrafamentos vão aumentar. Por isso, ter paciência será cada vez mais necessário, e agora com decisões como estas da justiça, o condutor pensará duas vezes antes de xingar, ajudando assim a reduzir a violência no trânsito.
Acontecendo algum fato estressante no trânsito, tenha calma, converse com a outra pessoa sem exaltações e resolva de forma civilizada!

Fonte:G1

Acidentes, não fique no prejuízo

segunda-feira, 27 de outubro de 2008


Os acidentes de trânsito, mesmo sem vítimas, podem acabar na justiça. Não é preciso fazer o registro de ocorrência, mas muitas vezes os acordos feitos no local não são cumpridos.

O condutor deve tomar alguns cuidados nestes casos, para evitar muita dor de cabeça no futuro. O básico é anotar placas e telefones de todos os envolvidos no acidente.

Mas está aumentando o número de motoristas que prometem pagar os prejuízos e somem.

O código Brasileiro de Trânsito só obriga o registro de um boletim de ocorrência quando há vitima. Se na hora do acidente os motoristas não se acertarem, cabe a Polícia Militar preencher um talão de ocorrência. Deve-se pedir uma cópia do registro.

Quando não existir vitimas em um acidente, a melhor coisa e buscar um acordo. Mas quando ele não for comprido a dívida deve ser cobrada na Justiça.

Para evitar que a pessoa volte atrás no acordo, pede-se ainda fotografar o veículo e pegar uma declaração do mecânico, pois, em batidas um pouco mais graves, a lesão pode não aparecer na hora e a pessoa recorrer depois.

Entrando na justiça a pessoa recebe a intimação para comparecer à delegacia e prestar um depoimento ou, pelo menos, tomar conhecimento daquilo que aconteceu. Será encaminhado depois ao juiz ou termo circunstancial, se for uma lesão leve, ou então haverá um inquérito policial para apurar o fato se tiver uma lesão com outros riscos.

 Fonte: G1