Arquivo de janeiro de 2009

Stress no volante

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Muita gente passa horas no volante e fica estressado com muitas coisas.

Algumas pessoas têm problemas com a família, emprego, saúde. E juntando com o stress do trânsito vira uma bomba relógio.

Veja o vídeo abaixo como a “bomba” pode explodir.


Парковка

Nesse caso ninguém se feriu, mas o carro do lado foi prejudicado. Pessoas que estão nesse nível de stress não podem dirigir, pois podem causar algum acidente ou prejuízos para a sociedade.

O correto são essas pessoas procurarem ajuda médica que rapidamente essa “raiva” passará. Mas é muito difícil a pessoa assumir para ela mesma que é assim, então eu peço que se vocês leitores conhecem alguém que está nesse nível de stress, que fale com a pessoa e a ajude!

Abraço!

Bafômetro no carro

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Uma feira de tecnologia automotiva no Japão mostrou um carro que para ser ligado o motorista tem que fazer o bafômetro.

A novidade deveria chegar logo ao Brasil.

Uma pessoa sozinha e bêbada não poderia dirigir.

Mas será que pegaria? Pois no Brasil tudo se dá um jeito, não é?

Talvez iria ter gente pedindo pra outras pessoas fazerem o bafômetro para elas.

Mas e essas pessoas que topariam???

Cadê a responsabilidade?

Bom isso são suposições, pois acredito que a maioria não iria agir assim e nunca dirigiria se o aparelho mostra-se que a pessoa está bêbada.

Abraço!

Fonte: G1 

Rastreador será obrigatório

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

De acordo com a resolução de nº 245 do Contran, todos os veículos nacionais e importados deverão incorporar, de fábrica, dispositivos de rastreamento via satélite a partir de agosto. A medida tem como objetivo principal a redução dos casos de roubos e furtos de veículos no País.

O equipamento vira instalado no carro, mas caberá ao proprietário contratar ou não o serviço de rastreamento.

Eu achei muito boa essa resolução, pois nos dias de hoje para achar o veículo roubado é muito difícil, e quando achado depois de algum tempo ele pode está destruído, faltando de rodas até peças.

Eu utilizo um RASTREADOR muito bom, dá até pra ver pela internet onde está seu carro.

Acho que uma precaução de segurança não precisa ser “obrigação”. Todos que possuem veículos usados deveriam instalar um rastreador. Além de maior segurança não fica caro.

Abraço!

Simulador de direção

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

 

Em alguns paises é comum as auto-escolas terem simuladores de direção tanto para motos, carros e caminhões.

Em São Paulo, chegou um simulador de caminhões, que está rodando o estado levando o “vídeo game” para empresas interessadas. No simulador, o motorista tem a mesma sensação de está dirigindo um caminhão, mas sem o risco de acontecer algum acidente de verdade.

O programador pode alterando as condições de pista, tempo e fluxo.

Adorei essa idéia e acho que deveria ser obrigado toda auto-escola ter um simulador. E ainda ser aplicado o teste tanto nas pessoas que estão tirando sua primeira habilitação, quanto as que estão renovando sua carta.

Pesquisando na internet achei um simulador muito bom. Ele não tem a opção português, mas vale a pena conferir! Pode escolher o tipo de veículo.

Para quem quiser baixar o programa CLIQUE AQUI!

O ideal é ter um volante e um câmbio, mas dá para praticar pelo teclado.

Troca de velas

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

O papel das velas é produzir faíscas elétricas geradas pelos eletrodos dispostos em suas extremidades.

Essas faíscas são as responsáveis pela queima da mistura oxigênio-combustível, que gera a energia necessária para o trabalho do motor e, conseqüentemente, para a movimentação do veículo.

Dificuldades na partida, falhas nas acelerações e retomadas, aumento do consumo de combustível e perda de potência podem ser alguns dos sintomas que indicam que é hora de trocar o conjunto de velas de ignição.

Vários fatores podem contribuir para o desgaste das velas. Os mais comuns são os combustíveis de procedência duvidosa ou adulterados, que encurtam a vida útil desses componentes e podem provocar, entre outros problemas, superaquecimento das peças e carbonização dos eletrodos.

Outros fatores também contribuem para a perda de eficiência das velas, como filtros de ar e combustível sujos ou válvulas injetoras com problemas de funcionamento. Esses problemas podem ocasionar um aumento do consumo de combustível e do nível de emissão de poluentes, além de gerar falhas no sistema de ignição.

Consulte o manual do fabricante do veículo ou a tabela de aplicação disponível nos canais de vendas, para verificar qual é a vela de ignição correta para o motor daquele veículo.

Fonte: Uol