Em velocidade, depois ré

Muitas pessoas ficam se perguntando o que aconteceria se o carro estiver em uma velocidade considerável, e o motorista colocar a marcha ré.

Mas dificilmente alguma pessoa teve a coragem de tentar, pois além do medo de ocorrer algum acidente, a pessoa tem medo de causar algum dano à transmissão.

A engrenagem da marcha ré de qualquer carro com transmissão manual é uma peça incrivelmente simples. Existe uma haste que é acionada pelo motor e que possui dentes usados para a marcha ré. Existe uma outra haste que aciona as rodas e que também possui dentes usados na marcha ré.

Para acionar a marcha ré, uma engrenagem é empurrada entre as duas hastes para acionar os dois conjuntos de dentes. Uma descola seus dentes para dentro dos dentes das duas hastes e os aciona.

Sendo assim, se você tentar acionar a marcha ré enquanto dirige por alguma rua ou estrada, a engrenagem que precisa ser desviada para ser posicionada tentará acionar duas engrenagens rolantes e uma dessas engrenagens estaria girando rapidamente na direção oposta.

O que vai ocorrer é um som irritante dos dentes rangendo uns contra os outros. É impossível posicionar a engrenagem enquanto está em movimento. A transmissão não vai explodir igual muitos pensam e o carro não vai dar ré igual em desenhos animados.

O momento que você realmente consegue colocar o carro em marcha ré, é somente quando ele está parado.

Fonte: Uol

Tags: , ,

Um comentário para “Em velocidade, depois ré”

  1. wladimir disse:

    Muito boa sua explicação

Deixe um comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.