Posts com a Tag ‘alinhamento’

Vão-se as chuvas e ficam os buracos

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Talvez este post venha em um momento não muito apropriado, afinal, as chuvas seguem castigando dia após dia a capital paulista. Mas quem anda pelas ruas de São Paulo já podem sentir a ação que a água faz no asfalto.Jáburaco não bastasse termos que escapar de pontos de alagamento, temos que ter atenção redobrada para desviar dos buracos que a chuva faz nas ruas em meio ao nosso caminho.

Com isto vem o grande risco de danificar os pneus ou os componentes da suspensão. Segundo especialistas, a procura pela assistência técnica das concessionárias por problemas provocados por buracos aumentou cerca de 12% no período das chuvas de 2009.

Para enfrentar esse verdadeiro rali diário, a dica é dirigir com cautela e manter uma boa distância do carro da frente para poder enxergar as crateras com antecedência. Porém, caso o motorista seja pego por uma dessas armadilhas cravadas no asfalto, a saída é procurar uma boa oficina.

E atenção! Os principais problemas causados por buracos não são provocados pelas grandes crateras e sim pelos pequenos buracos e desníveis no asfalto, aqueles que os motoristas enfrentam todo dia, que provocam com o tempo, um desalinhamento do sistema de direção, que gera um desgaste de forma irregular e prematura dos pneus.

Troca e manutenção dos pneus

terça-feira, 14 de outubro de 2008

A tecnologia implantada no desenvolvimento de um pneu provavelmente será comprometida se ele não for calibrado corretamente. Se a pressão não estiver adequada, a segurança é comprometida, pois a estabilidade diminui e o condutor perde a capacidade de manejo, além de o carro consumir mais combustível.

Se o carro roda com 30 libras e você deixa com 20% a menos, na estrada faz muita diferença, perdendo 3% de economia de combustível, 30% da vida útil dos pneus e a segurança fica comprometida.

A recomendação dos especialistas é que seja feita a calibragem de 15 em 15 dias, inclusive no estepe. Calibre o pneu quando estiver frio, pois é muito importante que a pressão fique certa, outras coisas que alteram a pressão são furos, pregos, válvulas que não funcionam direito, rodas amassadas entre outros fatores, que comprometem o desempenho do pneu.

O excesso de pressão também é prejudicial, pois nesse caso o pneu tem contato com o solo apenas por meio da parte central da banda de rodagem, se desgastando com muito mais rapidez e o carro fica com maiores distâncias de frenagem.

Fazendo o rodízio dos pneus, aumenta sua vida útil, a operação deve ser feita a cada 10 mil quilômetros e os pneus devem ser calibrados logo após mudá-los de posição. O alinhamento também é recomendado, aproveite e já verifique a cambagem (ângulo de inclinação das rodas). Essa é uma oportunidade também de verificar se existe furos ou cortes, examine a cada três meses o estado dos pneus e se houver um desgaste irregular pode indicar necessidade de alinhamento ou calibragem.

Na troca de pneus por novos, em casos de carros com tração dianteira, coloque os pneus novos a trás, pois a parte de trás do carro precisa de mais aderência já que não conta com a força matriz. Apesar de ser mais econômico trocar parcialmente os pneus, o certo é trocar todos os pneus antigos por novos ao mesmo tempo, pois ao longo da vida eles ficam com a mesma concentração de desgaste e o comportamento é similar.

Fonte: G1

Manutenção dos Pneus

terça-feira, 16 de setembro de 2008


O motorista deve acompanhar quanto tempo leva para o pneu perder sua pressão, normalmente, ela deve durar até duas semanas quando o veículo é rodado sem peso extra. Se houver uma carga a mais, o automóvel exige uma calibragem específica, que está descrita no manual do proprietário. Os pneus com pressão inferior provocam um desgaste maior nas bordas da banda de rodagem, e os com pressão superior prejudicam a suspensão e o equilíbrio do automóvel.

Caso o motorista perceba que existe uma perda de ar fora do normal, ela pode estar sendo ocasionada por algum furo, deformação na roda ou vazamento na válvula.É necessário manter em dia também os serviços de profissionais especializados, como alinhamento, balanceamento e rodízio dos pneus. Este último, é essencial para o total aproveitamento dos mesmos.

O pneu deve ser dispensado quando o desgaste dele chegar ao limite, e o ideal é que a substituição seja feita por pares, com as mesmas dimensões e colocando primeiro no eixo traseiro.

Fonte: Charme ao Volante