Posts com a Tag ‘bicicleta’

Papamóvel? Não, obrigado; bicicleta, por favor

quarta-feira, 10 de julho de 2013

10-07-2013-1

Com visita marcada para o Brasil, o Papa Francisco recebeu as chaves do papamóvel que utilizará pela primeira vez aqui no Brasil. O Classe M adaptado foi entregue pessoalmente pelo presidente da Mercedes-Benz, Dieter Zetsche.

Acontece que, curiosamente, o atual papa é conhecido por optar por transportes ecologicamente e politicamente corretos, como metrô e até bicicleta.

A Mercedes não pensou duas vezes e mandou de presente também sua Smart Ebike, uma bicicleta elétrica de luxo mostrada no país no Salão do Automóvel de 2012.

Com design premiado e pesando 26 quilos, a Ebike funciona no modo elétrico, como se fosse uma moto silenciosa, até os 25 km/h. Só depois disso que é preciso pedalar. Computador de bordo, luzes de LED e freios a disco completam o pacote. Coisa de primeira mesmo.

A bicicleta é vendida na Europa apenas por cerca de R$8 mil, mas se fosse importada para nosso país, contando impostos e margem de lucro, chegaria por cerca de R$15 mil. Por isso, é inviável. Parece mesmo que só o papa vai rodar com ela por aqui.

Regulamentação para o transporte de bicicletas

sexta-feira, 28 de maio de 2010

No último dia 17 o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) regulamentou o transporte de bicicletas em automóveis e picapes. Confira abaixo alguns pontos que devem ser seguidos.

1-) As bicicletas devem ser carregadas em suportes específicos na parte traseira do carro ou sobre o teto.suporte_bicicletas

2-) As bicicletas não podem se arrastar sobre a via.

3-) As bicicletas devem respeitar o limite de peso estabelecido pelo manual do veículo.

4-) O suporte também não pode ser fonte de ruído nem de poeira.

5-) O suporte, bem como a bicicleta, não deve cobrir a visão da placa ou de lanternas.

6-) Se houver necessidade a tampa da caçamba pode ficar aberta, desde que a carga esteja sinalizada.

7-) A medida do eixo traseiro até o final da bicicleta não deve exceder 60% da distância entre-eixos do veículo

8-) De noite é necessário existir uma indicação luminosa e com refletor vermelho.

Fonte: Contran

Ciclistas

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

O automóvel é cada vez mais um pesadelo urbano, diariamente muitas pessoas perdem seu tempo paradas no congestionamento, além disso, as grandes cidades estão tomando medidas de emrgência como acabar com as vagas na rua para poder liberar mais vias.

Com isso o preço do estacionamento inflacionou muito nos últimos tempos, esta é apenas mais uma das despesas que todos pagam por usar o carro em cidades que não comportam mais esse tipo de transporte individual. A população precisa perceber que também fazem parte do problema do congestionamento e ir atrás de uma solução.

Pensando nisso, o blog Dirigindo Seguro, irá abordar hoje uma das soluções de transportes individuais, a bicicleta.

Não é fácil locomover-se com uma bicicleta nas principais cidades do Brasil, em São Paulo, por exemplo, existe apenas 30 km de ciclovias para 300 mil ciclistas, sendo que mais da metade destas ciclovias, estão dentro de parques. Segundo a secretaria Municipal do Verde do Meio Ambiente, há condições para implantação de 104 km entre ciclovias, ciclo faixas e tráfego compartilhado no município de São Paulo, mas não existem projetos em andamento. Com isso não há estímulos para o uso de bicicletas como transporte.

Se uma parte da verba para transporte fosse revertida para novas ciclovias a quantidade de veículos diminuiria em grandes proporções, desafogando o trânsito.

Há pouco tempo os ciclistas de São Paulo ganharam o direito de entrar com suas bicicletas nos trens da CPTM durante o final de semana, (sábado das 14 h até domingo), nos metros é permitido o acesso de segunda à sexta das 20h30min até o fim da operação e aos sábados a partir das 14 horas até domingo no fim da operação, facilitando a locomoção para parques e ciclovias.

Está longe das grandes cidades brasileiras terem condições para utilização em massa de bicicletas como transporte. Os ciclistas como os motoristas possuem diretos e deveres.

Com algumas regras básicas eles conseguem andar pela cidade com bastante segurança:

* obedeça às leis de trânsito;
* sempre sinalize suas intenções;
* use roupas claras ou chamativas;
* mantenha os refletores limpos;
* evite ruas e avenidas movimentadas;
* mantenha-se à direita e na mão de direção;
* procure pedalar mantendo uma linha reta;
* aprenda a ouvir o trânsito;

Fonte: Yahoo