Posts com a Tag ‘buracos’

Contran decreta o fim das Tachas (olho de gato ou tartarugas)

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

tartaruga

Se já não bastassem os buracos intermináveis das ruas e estradas, os motoristas são obrigados a enfrentar diariamente lombadas e tachas - popularmente chamadas de olhos de gato ou tartarugas - que são quase tão prejudiciais ao veículo quanto às crateras que insistem em abrir no nosso caminho.

Mas agora já podemos ficar um pouco mais contentes, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) proibiu o uso tachas em sentido transversal em todas as vias do país. Mas se são tão ruins, porque foram instaladas? Na época, a instalação transversal dos equipamentos nas vias foi permitida como alternativa às lombadas. No entanto, constatou-se que a prática provoca danos aos veículos e ao asfalto.

A utilização das tachas e tachões em sentido longitudinal, para divisão de pistas ou sinalização de faixas, continua permitida. A resolução foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (25) e modifica norma implantada em maio de 1998.

Fonte: Interpress Motor

Buracos

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Ruas e estradas, tirando raras exceções, estão cada vez mais esburacadas, aumentando o risco de danificar os pneus e componentes da suspensão.

Para evitar os buracos dirija com uma boa distância do carro da frente e com muita cautela, mas se por acaso for pego por algum desses buracos, a saída é procurar uma boa oficina.

O custo dos danos causados por buracos vária muito dependendo do carro e do estrago, pode custar de R$ 80, que é um valor aproximado de um pneu para carros populares, até R$300, sendo necessário a troca da bandeja, braço de suspensão, molas e buchas.

Se o estrago for causado pelo buraco e não pelo desgaste normal das peças da suspensão, o seguro pode ser acionado.

Segue algumas dicas:

- Nunca pise no freio sobre um buraco, pisando, 70% do peso do carro é transferido para frente, podendo causar danos graves à suspensão dianteira.

- Não passe em poças d´agua em alta velocidade. Elas podem esconder verdadeiras crateras.

- Calibre os pneus semanalmente e com os pneus frios. Pneus vazios facilitam a formação de bolhas e rasgos

- Pressionar com força os cantos da carroceria para testar os amortecedores. O carro oscilando mais de uma vez e meia, vale verificar a necessidade de substituí-los.

- Se as molas estão desgastadas entre os elos é sinal de desgaste excessivo.

- Substitua as molas a cada 50 mil quilômetros.

- Faça alinhamento e balanceamento a cada 10 mil quilômetros, ou se as rodas e suspensão foram danificadas por batidas e riscos profundos.

Fonte: Uol