Posts com a Tag ‘carro’

Encare chuvas sem medo de infiltrações

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

26-12-2013-1

Verão no Brasil é período de fortes chuvas repentinas, isso todos sabem. Isso pode ser prejudicial para a tapeceria do carro. Como assim? Simples: infiltrações.

Infiltrações ocorrem quando o veículo está com algum problema em suas peças de vedação, normalmente feitas com borracha. A borracha que já perdeu parte de sua elasticidade por estar muito seca permite que a água entre na cabine.

Essa água na cabine é imperceptível porque, além de ser pouco, é rapidamente abvorvida por bancos, tapetes e assoalhos. Acontece que com o tempo, elas mancham, viram um ambiente perfeito para fungos que, além do mau cheiro no interior do carro, fazem mal para a saúde.

Para evitar esse problema, basta evitar deixar o carro no sol com frequência. Caso isso seja inevitável no seu dia a dia, sempre q lavar o carro, de uma atenção especial para as borrachas das portes e na moldura dos vidros, usando hidratantes especiais para elas.

Mas como saber se a vedação das suas portas está comprometida? Faça o seguinte teste: feche a porta prendendo uma folha de papel. De dentro da cabine, puxe a folha; se ela passar com facilidade é sinal de que os componentes estão comprometidos.

Nesse caso, leve ao mecânico para trocar a borracha.

Peças de reposição

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

19-12-2013-1

Carro não é investimento: ele nunca vai ser valorizado na mão do proprietário, é muito caro e gera gastos. Na hora de pensar em reposição de peças, não é diferente. Mas isso não quer dizer que seja sempre preciso gastar “os olhos da cara”.

As peças de reposição podem ser oriundas de quatro fontes, com preços bem diferentes:

· Montadora - $$$$

· Mesmo fabricante da montadora, mas no mercado de reposição - $$

· Segunda linha e outras fabricantes - $

· Peças recondicionadas - $

A relação de preço entre elas é mais ou menos o que foi listado. Mas preste atenção em algumas coisas: existem peças boas e ruins nas quatro fontes. Nem sempre a mais cara é melhor e nem sempre é bom negócio pagar menos.

Tudo vai depender do que seu carro precisa e do que você quer. Uma dica valiosa: economia nunca deve ser feita com pneus e freios. Ainda assim, não precisa sair gastando em qualquer loja careira.

O mais seguro a se fazer é delegar a escolha para o seu mecânico de confiança. Ninguém melhor do que ele para avaliar a qualidade da peça. Além de ter a experiência com os diversos fornecedores, se por acaso a nova peça estiver defeituosa, é ele que terá que trabalhar gratuitamente para substitui-la.

O calor e o ar-condicionado

terça-feira, 26 de novembro de 2013

26-11-2013-1

Esquentou. Se ainda não, acredite: vai. Não somos nós que dizemos isso, é o verão tropical chegando ao Brasil (ainda bem). E você vai continuar usando seu carro e, provavelmente, abusar do ar-condicionado. Então vamos dar umas dicas que podem ser valiosas.

Primeiramente, para o bem da saúde de todos os passageiros, é interessante que a temperatura interna do carro não esteja muito mais fria que do exterior. Algo como 15 graus de diferença pode trazer complicações em algumas pessoas.

Outra dica interessante é apontar as saídas de ar para as laterais e para o teto do carro e não para os passageiros. Como o ar frio desce e o quente sobre, a troca de calor vai tornar a temperatura do carro homogênea e não será tão agressivo para os naries e gargantas dos presentes.

Por falar nisso, a vontade de deixar a cisrculação interna ligada é grande. Ela fecha a entrada de ar externo e trabalhar apenas com o ar da cabine. Mesmo sendo uma boa para manter o carro mais frio e gastar menos combustível, é importante que de vez em quando a admissão externa seja aberta. Isso renova o ar, que tende a ficar muito seco e provocar crises alérgicas em passageiros.

De olho nisso, faça bom proveito do ar-condicionado e, principalmente, do verão.

Kia confirma Soul elétrico para 2014

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

21-11-2013-1

Soul EV ainda camuflado

Não é de hoje que, apesar do preconceito ainda existente, os carros elétricos e híbridos são gratas realidades. A Kia não poderia ficar de forae já confirmou o Soul elétrico para 2014.

O público torce o nariz pra esse tipo de propulsor por acreditar que eles não são potentes, mas isso é mais uma ideia errada. O Soul, garante a montadora, terá 110 cv de potência e atingirá a velocidade máxima de 145 km/h. Lembrando que não há no Brasil nenhuma via pública onde essa velocidade possa ser atingida.

Além do mais, o grande atrativo pra esse tipo de veículo é sua autonomia e consumo. A Kia promete que o Soul EV terá autonomia de 200 km.

O Soul EV será o primeiro veículo elétrico da Kia a ser vendido fora da Coreia do Sul. Ele faz de 0 a 100 km/h em menos de 12 segundos, informa a fabricante. Para recarregar completamente, a bateria deve ficar 5 horas conectada a uma tomada.

Torcemos para que dê certo no Brasil.

Receita para limpar estofado do carro

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

21-10-2013-1

Algumas receitas que soam como lendas urbanas “dos tempos de nossos avós” são não só funcionais como recomendadas por especialistas no assunto. Pensando nisso, recebi de um colega uma mistura que parece ser a “poção mágica da limpeza” de estofados.

É uma mistura que aprece louca, mas é extremamente funcional (sim, eu testei). Fui pesquisar o efeito dos igredientes e encontrei opinião de especialistas explicando tudo.

A mistura consiste em 100 ml de álcool, 50 ml de vinagre, uma colher de chá de bicarbonato de sódio e um pouquinho de amaciante de roupas em meio litro de água. Ponha tudo num borrifador (ou use um pano que não solte fiapos).

Quando procurei a ação de cada igrediente, a minha surpresa foi ver especilistas recomendando e explicando os motivos. O vinagre elimina odores e manchas e reaviva cores do estofado porque dissolve o pouco de suor e partículas que ficam presas no banco com o tempo.

Para a sujeira mais “dura”, o bicarbonado tem efeito dissolvente e detergente (ele faz a sujeira “descolar e subir”), tornando mais fácil a limpeza. O amaciante deixa as fibras do tecido mais macias (claro) e vistosas, além de dar uma perfumada geral (se for interior em couro, o amaciante não é recomendado; nesse caso, aplique algum hidratante próprio para esse material). O álcool tem poder desinfetante e garante que tudo seque rapidamente.

Especialistas recomendam deixar o carro aberto após aplicar essa solução. De preferência, ao sol. O resultado é imediato: o cheiro de cigarro no meu carro sumiu instantaneamente!

Mas cuidado: essa receita é para limpar o estofado do interior do veículo. Se o odor vier do ar-condicionado ou do motor, esse tipo de ação vai apenas maquiá-lo. Nesses casos, é preciso combater a origem do problema (alguma vazamento ou troca de filtro).