Posts com a Tag ‘contran’

Lombadas irregulares prejudicam seu carro

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

22-10-2012-1

As lombadas (ou quebra-molas) são ondulações transversais de concreto ou asfalto utilizadas em ruas e rodovias. Todas as lombadas devem ser bem sinalizadas e seguir um padrão do CONTRAN.

As lombadas devem obedecer a resolução 39 do CONTRAN, que garante que todas devem obrigatoriamente ser sinalizadas e podem apresentar apenas dois tamanhos: 8 cm de altura por 1,5m de largura ou 10 cm de altura por 3m de largura.

Acontece que no Brasil a maioria das lombadas está fora desse padrão e não seguem o mínimo de sinalização necessária, fazendo com que os condutores não reduzam a velocidade ao passar por elas. E isso pode causar sérios danos ao veículo. Sem contar nos diversos acidentes que podem causar.

A primeira parte do carro a “sentir” o dano de uma lombada é a suspensão. As molas e suspensões desgastam muito mais rapidamente quando encontram esses obstáculos não sinalizados. Os pneus também podem sofrer desgastes sérios.

Dependendo da velocidade e do carro, o motor e o cano do escapamento podem atingir o chão quando uma lombada não sinalizada é transpassada rapidamente. Danos nessas partes podem chegar ao custo de R$5.000!

A legislação permite o proprietário de ser indenizado pelo Estado caso seu veículo seja danificado nessa situação.

Porém, você pode ajudar, ligando para o número 1188 e informando o CONTRAN de alguma lombada ilegal que você conheça. Segundo dados, na cidade de São Paulo mais de duas mil lombadas foram retiradas em 2012, mas mais de seis mil já foram colocadas no mesmo período.

Importante ressaltar que as lombadas devem ser utilizadas somente em último caso e para a prevenção de acidentes. O parágrafo único do artigo 94 da resolução 39/98 do CONTRAN diz: “É proibida a utilização de ondulações transversais e de sonorizadores como redutores de velocidade, salvo em casos especiais definidos pelo órgão ou pela entidade competente, nos padrões e critérios estabelecidos pelo CONTRAN”. Ou seja, mais de 95% de todas as lombadas no Brasil são ilegais ou irregulares.

Esteja sempre atento e não hesite em informar o CONTRAN de lombadas irregulares.

Contran estuda mudar dois itens na “lei da cadeirinha”

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

A “Lei da cadeirinha” mal começou e já pode passar por ajustes. A nova regra que dispõem sobre o transporte de crianças teve a fiscalizaçãocadeirinha iniciada na última quarta feira (1/09).

Segundo o Contran dois itens estão sendo reavaliados e podem sofrer mudanças:

1-) Permitir que a “cadeirinhas” seja colocada no banco dianteiro em carros fabricados antes de 1998, já que só possuem cinto de segurança traseiro de dois pontos.

2-) Permitir que crianças de quatro a sete anos não precisem usar o booster, em carros com apenas cintos de dois pontos.

As alterações estão previstas para acontecer nos próximos dias.

Fonte: DCI

Fiscalização de “cadeirinhas” começa hoje!

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

A partir de hoje (01/09) a resolução do Contran que obriga o uso de cadeiras e assentos para o transporte de crianças até 7 anos e meio de idade começa a valer.cadeirinha

Após adiamento, por falta de produto no mercado, a fiscalização terá início e quem descumprir a nova lei será multado em R$ 191,54 - a infração é considerada gravíssima e desconta sete pontos na Carteira de Habilitação.

Estudo realizado pela ONG Criança Segura em cinco capitais mostra que apenas 32% das mães transportam seus filhos em algum dispositivo de retenção no carro (em bebê conforto, cadeirinha ou assento de elevação).

Vale a pena relembrar a regra pra você se preparar:

1-) Bebês com até 1 ano de idade deverão utilizar, obrigatoriamente, o “bebê conforto”

2-) Crianças com idade superior a 1 ano e inferior ou igual a 4 anos deverão ser transportadas obrigatoriamente em “cadeirinha”

3-) Crianças com idade superior a 4 anos e inferior ou igual a 7 anos e meio deverão utilizar o dispositivo de retenção denominado “assento de elevação”

4-) Até 10 anos de idade, todas as crianças obrigatoriamente têm ser transportadas no banco traseiro e com cintos de segurança.

Fonte: MotorDream

Translux II ajudará na fiscalização do “insufilme”

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Seja por questão de segurança (para dificultar a visualização do condutor) ou seja para “embelezar” o veículo, o “insufilme” é pratica comum nos veículos brasileiros, mas este item pode estar com seus dias contados.translux

Segundo resolução do Contran (n° 253) é permitida a utilização de películas escurecidas em todos os vidros, contanto que no para-brisas a transmissão luminosa seja de, no mínimo, 75%, nos laterais dianteiros de 70% e nos laterais traseiros e vigia de 28%.

Mas como verificar estas porcentagens? Ai que está à novidade. O Contran anunciou semana passada a portaria n° 391, que homologa o medidor Translux II - que irá ajudar os policiais na verificação.

O medidor permitirá que se verifique a transmitância luminosa dos vidros, conforme estabelece a resolução n° 253 Contran.

Fonte: MotorDream

Regulamentação para o transporte de bicicletas

sexta-feira, 28 de maio de 2010

No último dia 17 o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) regulamentou o transporte de bicicletas em automóveis e picapes. Confira abaixo alguns pontos que devem ser seguidos.

1-) As bicicletas devem ser carregadas em suportes específicos na parte traseira do carro ou sobre o teto.suporte_bicicletas

2-) As bicicletas não podem se arrastar sobre a via.

3-) As bicicletas devem respeitar o limite de peso estabelecido pelo manual do veículo.

4-) O suporte também não pode ser fonte de ruído nem de poeira.

5-) O suporte, bem como a bicicleta, não deve cobrir a visão da placa ou de lanternas.

6-) Se houver necessidade a tampa da caçamba pode ficar aberta, desde que a carga esteja sinalizada.

7-) A medida do eixo traseiro até o final da bicicleta não deve exceder 60% da distância entre-eixos do veículo

8-) De noite é necessário existir uma indicação luminosa e com refletor vermelho.

Fonte: Contran