Posts com a Tag ‘dica’

Berlin oferece passeio guiado em mini Hot Rods

terça-feira, 6 de agosto de 2013

06-08-2013-1

Você sabe o que é um Hot Rod? Hot Rods são veículos antigos modificados quase que completamente e com motores potentes. Nas modificações, vale muito cromado, motor a mostra, pneus enormes, escapamentos grandes e etc.

Se você curte esses carros, olha só esse passeio turístico de Berlin. Lá é possível alugar “mini” Hot Rods para um giro guiado pela cidade. São duas opções: de dia, passando pelos principais pontos turísticos da cidade; ou de noite, pelos bairros mais agitados.

Os veículos são feitos à mão, e a sensação do motorista é de estar quase sentado no chão. O valor é de 39 euros por hora, e é preciso contratar o serviço por no mínimo duas horas. Os clientes têm que possuir carteira de motorista. Capacetes podem ser alugados à parte.

Muito interessante. Você participaria?

ABS é importantíssimo, mas é preciso saber usar

quarta-feira, 17 de julho de 2013

17-07-2013-1

Finalmente o sistema de freio ABS veio pra ficar no Brasil. A partir de 2014, TODOS os veículos fabricados em solo brasileiro terão ABS de fábrica. Mas algumas pessoas não estão acostumadas com esse sistema e acabam cometendo alguns erros que comprometem toda sua eficiência.

Primeiro a se saber é que, ainda que muito seguro e eficiente, ABS não é um “superfreio” que resolverá todos os problemas. Os pneus continuam sendo o principal fator de aderência do carro, influenciando diretamente no espaço de frenagem. A qualidade do piso no qual se trafega também conta.

O que o ABS faz com extrema eficácia é impedir que a roda trave e, consequentemente, o carro derrape e o motorista perca o controle. Só que é preciso ter calma e segurança ao acioná-lo.

Muita gente freia seu carro com ABS, em situações de emergência, com pressão moderada como se ainda houvesse risco de travar as rodas e perder o controle ou de danificar o carro. Não tenha medo de pisar fundo, ele foi feito pra isso.

O momento crítico é quando o pedal vibra e da “soquinhos” contrários ao pé do motorista. Com isso, muitos aliviam o pé e o sistema para de funcionar, comprometendo sua eficiência.

Existe uma “cartilha” para o seu uso chamada de “3 s” em inglês: stomp, pisar; stay, manter o pé firme mesmo quando começar os trancos e steer, esterçar para desviar de algum obstáculo e evitar uma colisão. Essas medidas devem ser tomadas juntas, o ABS permite que você mantenha o controle e consiga mudar de direção mesmo com o carro freando fortemente.

É uma grata tecnologia que veio pra ficar e ajudar no trânsito, basta tomarmos algumas medidas e nos acostumarmos com seu uso.

Como não cair na lábia do vendedor de carros?

quarta-feira, 23 de junho de 2010

O momento de comprar um carro novo é muito gostoso, porém também pode ser algo perigoso pois junta a fome com a vontade de comer, ou seja, seu desejo por um veículo 0km ao desejo do vendedor de alcançar a sua meta no mês.

Para que você realize uma compra que não irá se arrepender depois é importante seguir algumas dicas para não cairvendedor na lábia do vendedor.

1-) Dê as cartas: No ato da compra, a primeira informação que o vendedor tenta tirar do consumidor é a quantidade de dinheiro que ele está disposto a pagar na prestação mensal. Cabe ao comprador inverter a situação e assumir as rédeas da negociação. Procure sempre comprar o carro na terceira semana do mês, que é quando o vendedor está louco para alcançar a sua meta e fica mais vulnerável a negociação.

2-) Não ceda a impulsos: Os apelos para que você leve o automóvel na hora são muitos, mas é preciso lembrar que a compra trará responsabilidades que vão perdurar na forma de longas prestações. O ideal é pesquisar ofertas em outras concessionárias, comparando não apenas as taxas de juros cobradas pelas instituições, mas o Custo Efetivo Total (CET) do financiamento.

3-) Saiba o que você quer e o que você pode: Considerando o tamanho do seu orçamento, saia de casa com o carro pretendido em mente. No máximo, avalie as opções que se encaixam na mesma categoria e faixa de preço. Pense que após comprar o carro ainda virá em conjunto custos extras como: pagamento de IPVA, DPVAT, seguro…

4-) Desconfie das promoções: Atraído por propagandas tentadoras, em geral referentes a modelos de entrada, o cliente pode descobrir que o carro com aquela promoção irresistível simplesmente não existe na concessionária. É uma tática para te atrair até a concessionária e fazer você comprar um modelo quase igual só que com itens a mais que podem encarecer o veículo.

5-) Seja e esteja informado: Uma vez decidido o modelo, não hesite em pechinchar. Conheça os preços praticados no mercado através da tabela Fipe (índice atualizado produzido pelo Instituto de Pesquisas Econômicas) ou no próprio site das montadoras. Mostrar o anúncio de uma revenda para a concorrente é uma boa estratégia para conseguir baixar o preço do carro na empresa que for mais conveniente para você.

Fonte: Revista Exame