Posts com a Tag ‘Direção Defensiva’

Empresa oferece curso prático de Direção Defensiva e Evasiva em São Paulo

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

27-09-2012-1

O condutor paulistano, além de sofrer com o trânsito, sempre está preocupado com sua segurança dentro do veículo, visto o grande número de acidentes, assaltos e sequestros em São Paulo. Pensando nisso, a empresa Bodyguard está oferecendo um curso de direção Defensiva (conduta segura em relação aos outros veículos) e Evasiva (antiassalto e antissequestro).

Segundo a empresa, o curso (teórico e prático) oferece, ao condutor, técnicas para evitar abordagens de assaltantes e sequestradores, bem como artifícios para o dia a dia do tráfego. A empresa garante que mostra ao aluno como evitar cometer pequenos erros que podem prejudicar outros motoristas e também antecipar descuidos de terceiros a fim de impedir qualquer acidente.

A Bodyguard oferece ainda um Simulador de Capotamento que mostra à pessoa como é delicado e perigoso passar por esse tipo de acidente; obviamente que o Simulador é seguro (quem já passou por isso, sabe que é complicadíssimo e que você fica completamente desnorteado, tendo dificuldades até para fazer uma ligação).

Um curso que pode ser interessante, afinal prudência e segurança nunca é demais. Para mais detalhes e para se inscrever no curso, basta entrar em contato com a empresa pelo link. A duração é de um dia, realizado em Alphaville, e o valor não está divulgado no site.

Livros educativos do Denatran

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

logo_denatran

O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) lançou uma série de livretos educativos para a população.

Com o título “Denatran Responde”, a série tem o objetivo de apresentar respostas, fundamentadas na legislação, para perguntas recorrentes de diferentes públicos.

Serão distribuídos 1,5 milhão de exemplares do primeiro volume. O diretor do Denatran, Alfredo Peres da Silva, ressalta a importância das ações educativas para a mudança de comportamento no trânsito: “Esperamos contribuir para que o trânsito de motocicletas no Brasil seja, muito em breve, manchete nos grandes jornais: não mais como algo desanimador e trágico, mas como um modelo de qualidade de respeito à vida.”

A distribuição dos exemplares será realizada por meio dos órgãos do Sistema Nacional de Trânsito, associações, sindicatos, representações da categorias de motociclistas, entre outros.

Fonte: Assessoria de Imprensa - Denatran

Ensine a criança

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Com a semana nacional do trânsito, cujo tema é a criança no trânsito, tenho visto muita discussão sobre como educá-la para que se torne consciente do cuidado que deve ter no trânsito.
Acredito que a educação começa em casa, é essencial que os pais tenham consciência do modelo que são para seus filhos e por isso devem sempre ter atitudes seguras. Os exemplos dados na infância favorecerão em todas as circunstâncias a vida no trânsito.Portanto ao sair com uma criança passe um bom modelo!

As crianças começam a ter suas primeiras experiências sozinhas no trânsito como pedestres, seja brincando, descendo do carro dos pais, do ônibus,  ou até mesmo passeando. Por isso, garanta que ela saiba ser uma boa pedestre:

  • Você sempre deve dar a mão a seu filho ao atravessar a rua, e andar nas calçadas.
  • Nunca correr para a rua sem antes parar e olhar - seja para pegar uma bola, o cachorro ou por qualquer outra razão. Correr precipitadamente para a rua é a causa da maioria dos atropelamentos fatais com crianças;
  • Olhar para os dois lados antes de atravessar a rua, e só atravessar quando ela estiver livre.
  • Continuar olhando para os lados enquanto atravessa.
  • Utilizar a faixa de pedestres sempre que disponível. Quando não houver faixa, a criança deve procurar outros locais seguros para atravessar, seja na esquina ou em passarelas ou próximo a lombadas eletrônicas;
  • Não atravessar a rua por entre carros, ônibus, árvores e postes;
  • Em estradas ou vias sem calçadas, caminhar de frente para o tráfego (no sentido contrário aos veículos) para as crianças verem e serem vistas;
  • Fazer contato visual com o motorista ao atravessar a rua para ter certeza de ser visto;
  • Sempre que estiver com mais crianças, é preciso caminhar em fila única;
  • Ao desembarcar do ônibus, esperar que o veículo pare totalmente e aguardar que ele se afaste para atravessar a rua.
  • Não permita que uma criança menor de 10 anos atravesse a rua sozinha. A supervisão de um adulto é vital até que a criança demonstre habilidades e capacidade de julgamento do trânsito;
  • Entradas de garagens, quintais sem cerca, ruas, estacionamentos e calçadas não são locais seguros para as crianças brincarem.
  • As crianças se sentem mais seguras quando estão perto de casa, e por isso esquecem de algumas regras como não correr para a rua,  e olhar para os lados antes de atravessar. Garanta que sempre que ela estiver próxima ao trânsito tenha algum adulto perto a vigiando.

As crianças têm dificuldade para julgar a que velocidade os carros estão se movendo, a distância que eles estão e de que direção os sons do trânsito estão vindo. Muitas vezes elas têm opiniões erradas sobre eles, como acreditar que os motoristas conseguem parar instantaneamente ao vê-las, ou que se elas podem ver o motorista, este também pode enxergá-la. É importante protegê-la e garantir a sua segurança!

Fonte: Criança Segura