Posts com a Tag ‘infração’

Reajuste nos preços das multas de trânsito

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Muita discussão e temas polêmicos, estes foram os destaques do texto-base (aprovado) sobre a reforma do Código de Trânsito Brasileiro. Confira os itens que geraram a “confusão”:

1-) O valor das multas estarão vinculados ao IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). Com isto, as multas que há 9 anos nãomotoentrecarros sofriam reajuste, poderão começar a sofrer.

2-) Em relação à lei seca o que muda é que se prevê punição a quem se recusar a fazer o teste do bafômetro como se tivesse obtido índice não permitido para dirigir.

3-) Proibir que as motos circulem entre os carros. Um dos pontos que vão contra a este item é que seria difícil conseguir fiscalizar todas as situações de infração.

Fonte: UOL

Cuidado quando usar a buzina

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Levar uma fechada ou se irritar com aquela pessoa que vagarosamente utiliza as duas faixas da rua é motivo para soltarmos um belo “palavrão” e “sentar a mão” na buzina certo?

Mas na hora que fizer isto, cuidado. Esta atitude pode ocasionar uma multa. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) classifica que usar a buzina de forma exagerada e sem motivo é caso para infração.buzina1

O condutor de veículo só poderá fazer uso de buzina, desde que em toque breve, nas seguintes situações:

I - para fazer as advertências necessárias a fim de evitar acidentes;
II - fora das áreas urbanas, quando for conveniente advertir a um condutor que se tem o propósito de ultrapassá-lo.

No artigo 227 estão as circunstâncias passíveis de multa:

I - em situação que não a de simples toque breve como advertência ao pedestre ou a condutores de outros veículos;
II - prolongada e sucessivamente a qualquer pretexto;
III - entre as vinte e duas e as seis horas;
IV - em locais e horários proibidos pela sinalização;
V - em desacordo com os padrões e freqüências estabelecidas pelo CONTRAN;

Eu sei que é difícil, mas cuidado!

Fonte: G1

Lei seca completará um ano

terça-feira, 16 de junho de 2009

A “Lei Seca” irá completar um ano no mês de junho, se você não foi paradase-beber-nao-dirija por nenhuma blitz, leia abaixo como ela funciona e quanto pesa no bolso e na carteira.

Além do bafômetro, o policial pode autuar motorista apenas por avaliação visual. São observados:

Aparência - sonolência, olhos vermelhos, vômito, soluços, desordem nas vestes e odor de álcool no hálito.

Capacidades motora e verbal - dificuldade no equilíbrio, fala alterada.

Memória - conhecimento ou não de endereço, lembrança de atos cometidos.

Orientação - conhecimento da data e da hora.

Atitude - agressividade, arrogância, exaltação, ironia, falante e dispersão.

Se o motorista estiver abaixo do índice considerado crime, ele será autuado com uma Infração de Trânsito: com multa no valor de R$ 957,69 e suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Se o motorista estiver acima do índice, ele será autuado como Crime de Trânsito: com multa de R$ 957,69, suspensão do direito de dirigir por 12 meses, prisão em flagrante e, em caso de condenação, prisão de 6 meses a 3 anos.

A apreensão da carteira não é obrigatória, e o motorista pode requerer ao Detran-SP sua devolução. Caso seja punido com a suspensão de 12 meses, o período durante o qual a carteira ficou apreendida é descontado

PUNIÇÃO

Detran-SP estima prazo de dois meses entre a notificação do motorista cuja carteira foi apreendida e a suspensão do direito de dirigir. 1.589 CNH foram retidas em 10 meses da nova lei. 81 dessas 1.589 foram suspensas no período. 45 dias sé a soma dos prazos de defesa dados ao motorista notificado pela infração à lei.

Fonte: Estado de São Paulo