Posts com a Tag ‘morte’

Lei Seca diminui 6,3% mortes no trânsito

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Muitos afirmam que a fiscalização não é mais a mesma - e em São Paulo não é mesmo - mas mesmo assim a Lei Seca parece ter pegado no Brasil, quem confirma isto são os números de pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde. Prestes a completar dois anos de existência, a Lei começa a produzir números animadores.

Segundo levantamento realizado pela instituição, o índice de mortes causadas por acidente de trânsito diminuiu 6,3% nos 12 meses após o início da Lei Seca, se comparado com os 12 meses que antecederam a aplicação da lei. Emleisecavinho números, foram registradas 2.302 mortes a menos no período. O total de óbitos causados pelo trânsito caiu de 36.924 para 34.597 registros.

Por região, o Rio de Janeiro apresentou a maior diminuição no número óbitos causados por acidente de trânsito, com queda de 32%.

Por região do País, a taxa de mortalidade caiu 32,5% no Rio de Janeiro, 18,4% no Espírito Santo, 17,4% no Distrito Federal, 17% em Alagoas, 12,5% em Santa Catarina, 8,6% na Bahia, 7,7% no Paraná e 7% em São Paulo.

O percentual de melhor ainda é pequeno se formos pensar apenas em números, mas é importante lembrar que por trás de cada número destes existe uma vida, então já é um ótimo começo. Com maior fiscalização estes números seriam melhores?

Fonte: Carsale

Justiça do Rio libera venda de bebidas alcoólicas em postos de gasolina

quinta-feira, 9 de julho de 2009

“A Prefeitura do Rio demonstra uma tentativa de desonerar-se do dever de adotar medidas públicas sérias e eficazes de fiscalização, educação e implementação de segurança no trânsito”. Foi com esta alegação que a juíza Maria Paula Gouveia Galhardo derrubou a lei que proibia a venda de bebidas alcoólicas em postos de gasolina.drunk

Sem dúvida foi uma vitória para os donos de postos de gasolina do Estado do Rio de Janeiro e uma derrota para a segurança da população. Mas e a opinião de vocês?

Concordam com a juíza? Acham que todos possuem o direito de comprar a bebida e cabe ao governo promover campanhas que expliquem os males que a mistura direção+ álcool pode causar?

Deixe sua opinião nos comentários!

Fonte: UOL

Mudança de cultura

sábado, 30 de maio de 2009

audi

No Brasil os acidentes de trânsito matam 35 mil pessoas por ano e chegam a custar R$ 30 bilhões para o governo. As informações foram divulgadas no seminário internacional de segurança no trânsito, o evento contou com a participação de autoridades francesas que mostraram políticas públicas implementadas em seu país para a redução dos acidentes.

A França já teve problemas com acidentes de trânsito e passou a adotar a questão como de saúde publica. Os principais inimigos eram a falta do uso do cinto de segurança, a alta velocidade e obviamente o consumo de álcool por motoristas, assim como no Brasil.

Para alterar a realidade francesa o maior desafio encontrado foi a mudança de cultura, e para isso foi necessário ter campanhas firmes e contínuas, e o apoio do governo foi fundamental para isso.

O governo francês instalou mais de 2 mil radares móveis e fixos nas rodovias do país, reforçou drasticamente a polícia para fiscalização e aperfeiçoou o sistema de multas, que chegam à casa do infrator em, no máximo, dez dias. Outra mudança importante foi a apreensão do veículo em caso de condução sem habilitação e reincidência de infração de velocidade acima do limite ou uso de álcool.

O Código Brasileiro é completo e atualizado, entretanto, a fiscalização e as questões jurídicas são precárias. O brasileiro ainda sente que não será penalizado caso não respeite o código de trânsito. E caso seja penalizado, ainda se sente como vítima, por exemplo, ao receber uma multa ou por ser autuados por alcoolismo. Existe uma cultura que precisa ser modificada e isso só acontecerá com muita fiscalização e investimento.