Posts com a Tag ‘motorista’

Pais, cuidado com o transporte escolar

terça-feira, 28 de julho de 2009

escolarbus

As férias escolares do mês de julho estão chegando ao fim, é hora de começar a se programar para levar o filhão/filhona pra escola.

Caso não tenha como realizar este “carreto”, os pais podem contar com o serviço de transporte escolar disponibilizado - muitas vezes - pelas próprias escolas.

Porém, alguns detalhes precisam ser observados antes de você entregar a segurança de seu filho na mão de um desconhecido.

Dicas:

1-) Observe as condições da van;
2- ) Certifique-se de que a van é legalizada e se possui licença para transporte escolar;
3-) Pergunte o tempo de percurso da casa até o colégio;
4-) Busque recomendações sobre o motorista com outros consumidores que já tenham se utilizado do serviço;
5-) Cheque informações sobre o motorista no Detran, fornecendo nome completo e o número do RG;
6-) Anote o número da licença e ligue na prefeitura para confirmar se o condutor é autorizado;
7-) Saiba como o motorista recepciona as crianças na porta da escola;
8-) Confira a capacidade de alunos transportados - conforme autorização expedida pelos órgãos competentes, existe um limite máximo de alunos por tipo de veículo escolar;
9-) Observe as condições de higiene, conforto e segurança;
10-) Veja se há um cinto de segurança para cada ocupante;
11-) Verifique se há outro adulto acompanhando as crianças, além do motorista;
12-) Exija o endereço e telefone do motorista.

Fonte:  Lead Comunicação

Google Street View em São Paulo

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Os motoristas perdidos podem se alegrar, o Google traz mais uma ferramenta para ajudar aqueles que não sabem andar pela cidade de São Paulo, é o Google Street View.

O Street View é um serviço de internet que mostra fotos panorâmicas das ruas em 360º. Você deve estar se perguntando como isto irá ajudar a não se perder na hora que estiver dirigindo. Nós respondemos. Com imagens reaisstreet_view você pode conferir o caminho exatamente como será feito, gravando na cabeça as imagens para que sirvam de pontos de referencia.

As ruas da capital devem ser fotografadas para a empresa norte-americana que disponibilizará as imagens na internet com detalhes que vão desde a captura da ação das pessoas até números de casas.

O Street View já causou polêmica em outros países por onde passou por ser considerado invasivo à privacidade da população local.

Fonte: Época-SP

Carros para deficientes físicos

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Segundo a Organização Mundial da Saúde, existe cerca de 16 milhões de deficientes físicos brasileiros. Todo cidadão tem direito de ir e vir, mas além das dificuldades dessas pessoas para se locomoverem usando o transporte público, são poucas as opções na hora de comprar um carro adaptado com garantia de fábrica, conseguir as isenções de impostos envolve muita burocracia e também há dificuldade em tirar a carteira de motorista.

O primeiro passo é procurar uma auto-escola especializada que tenha carros adequados para cada tipo de deficiência. Ela cuidará e ajudará o futuro motorista com todo o processo para a emissão da carteira de motorista.

Depois do CFC o candidato passará por um exame médico para examinar a extensão da deficiência e a desenvoltura do candidato com as adaptações e fará o treinamento prático. Depois de aprovado, será emitida uma autorização médica para dirigir, onde contará o tipo de carro e a adaptação mais indicada para cada caso.

Com esse documento em mãos, o condutor pode conseguir as isenções de impostos, que diminuem em torno de 30% o preço de tabela do veículo.
Comprar um carro adequado não é fácil, a única marca que possui um programa voltado para os deficientes é a Fiat, o programa chama Autonomy e foi lançado em julho de 1996 oferecendo carros adaptados pela Fiat com garantia de fábrica.

Segue o que é necessário para ficar isento de impostos:

1º) Obter uma Certidão Negativa de Tributos e Contribuições Federais na Delegacia da Receita Federal.

2º) Para isenção de IPI e de IOF é preciso apresentar os seguintes documentos na Delegacia Regional da Receita Federal:
- Certidão Negativa de Tributos e Contribuições Federais

- Cópia autenticada do Laudo Médico fornecido pelo Detran

- Cópia autenticada do CIC, RG, comprovante de residência e da carteira de motorista.

3º) Para isenção de ICMS os documentos que devem ser apresentados na Secretaria da Fazenda, ou na Delegacia da Receita Federal são:
- Requerimento de Isenção para ICMS

- Laudo Médico: original e cópia autenticada

- Cópias autenticadas do CIC, RG, comprovante de residência e da carteira de motorista.

- Carta de Repasse de Tributos da Montadora

4º) A isenção do IPVA deverá se requerida quando o deficiente já estiver com o carro. É necessário apresentar os seguintes documentos na Secretaria da Fazenda Estadual, ou na Delegacia da Fazenda:

- Requerimento de isenção para o IPVA

- Cópia do Laudo Médio

- Cópias autenticadas dos seguintes documentos: CIC, RG, comprovante de residência, carteira de motorista e nota fiscal de compra do veículo. Se o carro tiver sofrido alguma adaptação, também será preciso entregar uma cópia autenticada da nota fiscal deste serviço.

Fonte: Uol

Equipamentos de segurança

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

 

Muitos motoristas deixam passar despercebido na maioria das vezes, um dos assuntos mais importantes de um automóvel os equipamentos de segurança, que quando surge este tema, geralmente apenas o modo de condução é citado, deixando de lado os itens que realmente compõem o carro.

Começando com o item mais básico de todos que é o cinto de segurança, item essencial para assegurar a integridade física de todos que estão no automóvel e que por lei seu uso é obrigatório, e mesmo com muitos brasileiros já terem acostumado a usá-lo, ha os ainda o despreza. O mais comum de acontecer é você ver motorista com uma peça que parece um grampo, deixando o cinto mais folgado, tem ainda uns que vão além e apenas passam pela frente do corpo, sem travá-lo, para confundir os agentes de trânsito e não levarem multa.

Vale ressaltar que esta peça que permite que o cinto fique mais folgado compromete o funcionamento do mesmo, podendo causar ferimentos evitáveis, outra coisa que não se deve esquecer é que os passageiros do banco traseiro também utilizem o cinto, pois se ocorre um acidente mais grave e estes não estão usando o cinto seus corpos serão jogados para frente com muita violência e poderão prensar os ocupantes da frente ocasionando seqüelas ainda maiores e mais graves.

Verifique sempre os engates e os pontos de fixação dos cintos de segurança certificando-se que estão bem presos e conservados, as tiras devem ter costuras firmes e preservadas, seus mecanismos também devem ser constantemente lubrificados com óleo. Sua liberação não pode ser demorada, afinal segundos significam muito em um acidente, lembrando que a manutenção deste item exige limpeza regular, que pode ser feita com um pano umedecido e uma pequena porção de detergente.

Outros itens de segurança indispensáveis, e que ainda são dispensados por muitos motoristas, são: estepe, triângulo de sinalização e extintor de incêndio, todos obrigatórios por lei. Agora itens como o macaco e a chave de rodas são itens facultativos, porém manda o bom senso do cidadão que não falte no porta-malas.

Com o macaco, o cuidado deve ser redobrado, pois cada modelo de carro possui um local específico para o encaixe da peça e o uso incorreto pode causar sérios acidentes, siga sempre as instruções de uso vindo no manual do proprietário. No caso do estepe, ele deve sempre estar calibrado e de preferência balanceado, agora se acaso você precise utilizar o estepe e ele não estiver balanceado, prefira colocá-lo no eixo contrário ao motor já que suporta menos peso.

Segundo o Contran (Conselho Nacional de Trânsito), os carros devem ser equipados com extintores do tipo ABC, que combate fogo em plástico, borrachas, espuma dos bancos carpete e estofamento, combustíveis líquidos e não provocar curto-circuito. A partir de 1º de janeiro de 2010, todos os veículos em circulação já deverão portar este extintor.

Fonte: G1

Acidentes causados pelo sono

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Neste ano, a Polícia Rodoviária Federal registrou quase 2.400 acidentes causados pelo sono. Em uma pesquisa 10% de 4 mil motoristas profissionais entrevistados apresentaram sonolência durante o dia, e 6% confessaram o uso de medicamentos que afetam o sono.

De cada três acidentes de trânsito, um é provocado pelo sono do motorista.

A maioria dos acidentes causados pelo sono, é devido a uso de remédios. Remédios simples como descongestionantes, e também substâncias mais fortes, como antialérgicos.

As associações médicas que lidam com o distúrbio do sono, sugeriram que todo medicamento que possa interferir na segurança do trânsito, provocando sonolência, deve ter um alerta na embalagem, informando que é proibido dirigir.

Para os médicos, esse alerta é muito importante, já que dificilmente algum motorista lê a bula do remédio, ignorando os efeitos colaterais, como o sono.

Motorista, quando bater o sono, sempre pare e cochile um pouco, caso contrário o cansaço irá continuar e isso poderá causar algum acidente.

Fonte: G1